quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Unidade Vila Mariana da Rede Lucy Montoro é inaugurada

Unidade da Rede Lucy Montoro na Vila Mariana foi modernizada e terá capacidade de atendimento triplicada para até 180 mil atendimentos anuais


Dra. Margarida (diretora da unidade), à esq. Governador e secretários da Cultura e Saúde participaram da inauguração.














O governador Geraldo Alckmin entregou nesta quinta-feira, 22/12, um moderno hospital e centro de reabilitação para pessoas com deficiência e doenças incapacitantes. Composto por dois prédios, o novo serviço contará com atendimento ambulatorial e 24 leitos de internação, além de laboratórios de habilidades e oficinas terapêuticas, como jardinagem, artes plásticas, têxteis, dança e teatro.
Com investimento de R$ 44 milhões, o Instituto de Reabilitação Lucy Montoro (IRLM) na Vila Mariana irá oferecer, gratuitamente, reabilitação integral aos pacientes por meio de uma equipe multidisciplinar, composta por médicos fisiatras, enfermeiros, fisioterapeutas, psicólogos, terapeutas ocupacionais, fonoaudiólogos, assistentes sociais e outros profissionais especializados.
"Nós passaremos de cinco mil atendimentos/mês pra 15 mil atendimentos/mês, 180 mil atendimentos/ano. Internação, que não existia, casos mais complexos que precisem também ser internados. Reabilitação, atender pessoas com deficiência e mobilidade reduzida", declarou Alckmin.
Construído em uma área de 10.372 metros quadrados, a nova unidade terá sua capacidade triplicada, de 60 mil para 180 mil atendimentos anuais. Serão beneficiados os pacientes que apresentem encaminhamento médico da rede pública ou privada de saúde. Referência em atendimento, ensino e pesquisa, a unidade fará distribuição gratuita de órteses, próteses e meios auxiliares de locomoção, contando também com 24 leitos para internação.
Totalmente modernizado e com 100% de acessibilidade, o Instituto de Reabilitação Lucy Montoro (IRLM) da Vila Mariana é uma parceria das secretarias de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência e da Saúde.
"As novas instalações foram concebidas para serem totalmente acessíveis aos pacientes. Gradativamente iremos colocar em funcionamento todos as áreas localizadas na unidade, ampliando o atendimento oferecido hoje e beneficiando cada vez mais a população", afirmou a secretária de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Dra. Linamara Rizzo Battistella.
O Instituto de Reabilitação Lucy Montoro - Vila Mariana também deverá participar intensamente dos programas de residência médica, aprimoramento, estágios e atividades relacionadas ao desenvolvimento de pesquisas científicas. Além disso, viabilizará cursos para cuidadores, abertos à comunidade e realizará palestras para orientação de pacientes, cuidadores e familiares.
"O SUS paulista avança no oferecimento de serviços especializados a pessoas com deficiência, fundamental para a melhoria da qualidade de vida e inclusão social desses pacientes", declarou o secretário de Estado da Saúde de São Paulo Giovanni Guido Cerri.
Participaram da Cerimônia de Inauguração, além do governador Geraldo Alckmin e da Secretária Dra. Linamara, os secretários de estado da Cultura e da Saúde, respectivamente Andrea Matarazzo e Giovanni Guido Cerri, e os deputados estaduais Pedro Tobias e Rodrigo Moraes.
A nova unidade da Rede Lucy Vila Mariana será dirigida pela médica Margarida Miyasaki. O Instituto de Reabilitação Lucy Montoro - Vila Mariana fica na rua Domingo de Soto, 100, zona sul da capital paulista. 
REDE LUCY MONTORO
Lançada pelo Decreto 52.973/08, assinado em maio de 2008, a Rede de Reabilitação Lucy Montoro deverá contar com 17 unidades distribuidas no Estado de São Paulo (veja lista abaixo). Quando completa, a Rede deverá ter capacidade para mais de 200 mil atendimentos mensais. Em setembro de 2009 foi inaugurada a primeira unidade da Rede, um hospital na região de Santo Amaro, na capital paulista. A unidade tem 13,5 mil m², 80 leitos e capacidade para 12 mil atendimentos mensais em consultas, reabilitação, Terapia Ocupacional, Fisioterapia e tratamentos de última geração.
A proposta da Rede Lucy Montoro é render condições à pessoa com deficiência física de ser efetivamente incluída na sociedade, a partir do desenvolvimento de suas habilidades e potencialidades.
O projeto prevê que a abordagem de reabilitação seja integral e disponibilize aos usuários serviços como piscina para hidroterapia, laboratórios de função pulmonar, ergoespirometria, podobarometria, laboratório de análise do movimento, eletroneuromiografia e potencial evocado, urodinâmica e terapias complementares, além de um pequeno centro cirúrgico. Será reservado também um espaço para o condicionamento físico, atendimento em grupo e quadra poliesportiva. 
UNIDADE MÓVEL 
 
A Rede de Reabilitação Lucy Montoro conta também com uma unidade móvel - um caminhão de 15m de comprimento x 2,60m de largura, com consultório médico, sala de espera e oficina de órteses e próteses. Lançada em janeiro de 2009, viaja pelo estado prestando atendimento e ajudas técnicas onde não haja atendimentos para pessoas com deficiência física em unidades fixas.
___________________________________
REDE LUCY - UNIDADES
1-Unidade Vila Mariana
Parceria: Hospital das Clínicas da FMUSP e Fundação Faculdade de Medicina
Previsão de atendimento: 15 mil pacientes/mês com 24 leitos para internação.
Fone: (11) 5549 0111
2-Unidade Morumbi
Parceria: Fundação Faculdade de Medicina
Previsão de atendimento: 12 mil pacientes/mês com 80 leitos para internação
Fones: (11) 3905 8700/ (11) 3905 8740/ (11) 3905 8500
3-Unidade Umarizal
Parceria: Hospital das Clínicas da FMUSP e Fundação Faculdade de Medicina
Previsão de atendimento: 10 mil pacientes/mês
/Fone: (11) 5841.7414
4-Unidade Clínicas
Parceria: Hospital das Clínicas da FMUSP e Fundação Faculdade de Medicina
Previsão de atendimento: 6 mil pacientes/mês
5-Unidade Lapa
Parceria: Hospital das Clínicas da FMUSP e Fundação Faculdade de Medicina
Previsão de atendimento: 32 mil pacientes/mês
Fone: (11) 3873 6760
6-Unidade Marília
Parceria: FAMAR e FAMEMA - Faculdade de Medicina de Marília
Previsão de atendimento: 10 mil pacientes/mês com alojamento
7-Unidade Jaú
Parceria: Santa Casa de Jaú
Previsão de atendimento: 6 mil atendimentos/mês
Fone: (14) 3624 3862

8-Unidade Taubaté

Paeceria: UNITAU - Universidade de Taubaté
Previsão de atendimento: 8 mil pacientes/mês
9-Unidade Sorocaba
Parceria: Faculdade de Medicina da PUC-SP
Previsão de atendimento: 6 mil pacientes/mês
10-Unidade Campinas
Parceria: Centro Infantil Boldrini e UNICAMP
Previsão de atendimento: 10 mil pacientes/mês
Fone: (19) 3787 9141
11-Unidade São José dos Campos
Parceria: UNIFESP
Previsão de atendimento: 8 mil pacientes/mês
12-Unidade Ribeirão Preto
Parceria: Hospital das Clínicas da FMRP-USP e FAEPA
Previsão de atendimento: 15 mil pacientes/mês com 18 leitos para internação
Fone: (16) 3602 1816
13-Unidade São José do Rio Preto
Parceria: FAMERP - Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto e FAEPE
Previsão de atendimento: 8 mil pacientes/mês com 16 leitos para internação
14-Unidade Fernandópolis
Parceria: FAMERP- Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto
Previsão de atendimento: 10 mil pacientes/mês
15-Unidade Pariquera-Açu
Parceria: Consórcio Consaúde (junto ao AME)
Previsão de atendimento: 8 mil pacientes/mês
16-Unidade Presidente Prudente
Parceria: UNESP
Previsão de atendimento: 8 mil pacientes/mês
17-Unidade Botucatu
Parceria: UNESP
Previsão de atendimento: 8 mil pacientes/mês

http://redelucymontoro.org.br/

GUIA REDE LUCY DE SERVIÇOS E ACESSIBILIDADE EM ESTRADAS DO ESTADO DE SÃO PAULO
O Guia de Servicos e Acessibilidade em Estradas do Estado de São Paulo foi produzido no segundo semestre de 2009, por ocasião do lançamento da Pedra Fundamental da Rede Lucy, em São Paulo. A equipe de reportagem visitou os estabelecimentos existentes nas rodovias contempladas na publicação, avaliando os serviços oferecidos sob a ótica da acessibilidade e capacidade de atendimento do público com deficiência. 
Na época, vários postos de serviços se comprometeram a adotar medidas de adequação para melhorar a acessibilidade e a qualidade da atenção dispensada aos clientes com deficiência.

Nenhum comentário: