domingo, 12 de fevereiro de 2012

Criança com cabeça assimétrica pode ser tratada com 'capacete'



Clínica em São Paulo é a primeira do Brasil a oferecer o tratamento, que custa R$ 10 mil e usa órtese personalizada. Estudo diz que método é eficaz, mas corrigir posicionamento do bebê pode ser suficiente para resolver problema.
Mariana Versolato  de São Paulo





                                                                                                       Gabo Morales/Folhapress
                Felipe Sarpi de Moura, de um ano e dois meses, usa órtese há cinco meses para tratar assimetria severa


Que cabeça de bebê é molinha e requer cuidados todo mundo sabe. E, por causa dessa maleabilidade, ela pode ficar "torta" ou achatada. O que poucos conhecem são os tratamentos.


O primeiro passo é diferenciar a assimetria benigna, mais estética do que funcional, de uma doença grave.
A primeira, chamada plagiocefalia posicional, é causada por apoios viciados (quando a criança apoia a cabeça sempre do mesmo lado) ou pela posição intrauterina.


Já a cranioestenose é um problema congênito que ocorre quando as suturas do crânio se fecham precocemente. Pode levar a um retardo grave do desenvolvimento neuropsicomotor da criança e requer de cirurgia.


Muitas crianças nascem com uma certa deformidade na cabeça, mas a maioria se "cura" sozinha. Algumas, porém, permanecem com o problema ou até pioram com o passar do tempo.


As primeiras medidas para corrigir a plagiocefalia incluem mudanças de posicionamento.


Mas, quando essas ações não surtem efeito, o tratamento com um tipo de capacete parece ser benéfico, segundo estudo publicado na revista "Pediatrics".


A órtese é recomendada entre quatro e 12 meses de idade e usada de três a cinco meses. Ela já existe há alguns anos nos EUA e em alguns países da Europa.


Mas, no Brasil, o tratamento existe há apenas um ano. A clínica que oferece a órtese, de São Paulo, já atendeu cerca de cem pacientes de diversos Estados e até do Chile.


Gerd Schreen, médico cardiovascular, abriu a Cranial Care após ele mesmo ter enfrentado o problema em casa. Sua filha teve plagiocefalia posicional e ele teve de recorrer a uma clínica nos EUA.


A órtese é feita com material plástico leve, confeccionado de forma personalizada a partir do escaneamento do crânio do bebê. Segundo Schreen, o capacete não aplica pressão no crânio e deixa espaço para ele crescer onde está achatado.


O tratamento completo custa cerca de R$ 10 mil.


Segundo Koshiro Nishikumi, membro da Sociedade Brasileira de Neurocirurgia, o uso do capacete mostrou um resultado melhor em relação às outras medidas em estudos, mas a diferença não foi grande o suficiente para dizer que o método é melhor.


"Para quem tem condições financeiras, pode ser uma medida, mas, muitas vezes, as deformidades se resolvem espontaneamente. Não é algo que deva preocupar todo mundo", afirma.



Fonte: http://www1.folha.uol.com.br/fsp/saude/25340-crianca-com-cabeca-assimetrica-pode-ser-tratada-com-capacete.shtml 

7 comentários:

Anônimo disse...

A AACD faz o capacete que tem o mesmo propósito por 323 reais e nao 10 mil...que na verdade nao é mais 10 mil e sim 13.900 reais. Nao é tao bonito qto o importado mas o princípio é o mesmo...segurar as áreas que cresceram e dar folga para onde nao cresceu. Tb nao é feito com scanner a laser e sim com molde de gesso. E quem me disse isso foi o chefe de neurocirurgia pediátrica da universidade federal de medicina de sao paulo (Unifesp). Levei minha filha lá e 3 dias depois o capacete estava pronto. Uma oportunidade para quem tem o problema e nao dispõe de 14 mil reais.

Anônimo disse...

O neuro do meu bebê tambem indicou o capacete da AACD.
Por 323 reais a cabeça do meu filho ficará perfeiTa ...

Anônimo disse...

O meu bebê também fez o capacete na AACD,mas não corrigiu a plagiocefalia e tive que marcar na Cranial Care.Cuidado, pois o capacete que a AACD faz não tem aprovação da ANVISA e precisa de acompanhamento do médico (que é cobrado a parte). Muitas vezes é necessário mais de um capacete e eles cobram novamente, porém os resultados não são iguais aos da Cranial Care.

Anônimo disse...

Bom dia !
Eu sei que o post é antigo, mas vou atualizar as informações.
O capacete pela AACD hoje custa R$ 1.626,00 (parcelado em até 10 x) e hoje o molde é digitalizado! Eles colocam como se fosse uma meia na cabeça da criança e um aparelho vai mapeando a cabeça e passando as informações para o computador.
Os retornos de 15 em 15 dias para ajustes não são cobrados!
E muitos neurologistas recomendam o capacete da AACD pois ele da resultado.
O valor é muito acessível, independente das condições financeiras da pessoa!

Thé disse...

Atualizando, hoje o valor do capacete na AACD é de 2.540,00. Dividem em até 10x. Dr Marcelo Ares fisiatra faz o atendimendo dos casos de assimetria na aacd pelo convênio e particular (350,00). Molde é feito pelo scanner como na heads.

Livy Marques disse...

Como faço para conseguir atendimento na AACD?

Arina Paixão disse...

De qualquer maneira, muito mais barato né. Fico muito feliz com a informação. Ainda vou tentar a osteopatia, e já estou reposicionando por conta própria. Mas de qualquer forma, foi muito bom saber que a AACD tb faz essa órtese