quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Calçada é pintada em vermelho para 'ajudar' deficientes visuais

PINTURA IMITA PISO TÁTIL, EM MATERIAL EM ALTO RELEVO, QUE AUXILIA NA LOCOMOÇÃO
G1

                                Maykon Nery do Prado Cesario
                         
O deficiente visual Márcio Antônio Rodrigues diz que tem medo de se machucar nas calçadas de Campo Mourão

Uma calçada de Campo Mourão foi pintada com faixas vermelhas pelo dono de um imóvel na região central da cidade, para "ajudar" deficientes visuais a se locomoverem, segundo moradores do município. A pintura imita o piso tátil, material em alto relevo, geralmente em cor destacada, exigido por lei municipal nas calçadas do centro da cidade. No entanto, não há nenhuma diferença entre a parte pintada e os ladrilhos sem cor no local.
A Prefeitura de Campo Mourão informou que soube da calçada em questão e já notificou o proprietário. Segundo o secretário de Planejamento, Rogério Tonet, todas as calçadas da região central de Campo Mourão devem ter o piso tátil até 22 de fevereiro de 2014. Caso a exigência não seja cumprida, os proprietários serão multados.
"Ficamos sabendo desse caso da calçada pintada. O proprietário já foi notificado e tem que mudar até o prazo final determinado. Vemos esse caso como uma aberração, uma total falta de conhecimento das leis municipais. É uma pessoa que não entendeu o intuito da acessibilidade", afirma o secretário.
De acordo com a imobiliária que administra a locação do prédio, o piso será trocado. “Quando o atual proprietário adquiriu o imóvel, a calçada já estava assim. Nós já fizemos alguns orçamentos e faremos a readequação da calçada o quanto antes”, explicou Evandro Brestchiliare, um dos donos da imobiliária.
Perigo para deficientes visuais
O vendedor Márcio Antônio Rodrigues, que perdeu a visão total há 16 anos, conta que evita andar pelas ruas do centro de Campo Mourão por medo de se machucar. "Qual é o sentido? Pintaram a calçada, mas o que resolve? Eu não consigo andar no centro da cidade, não saio mais sozinho. Para andar nas calçadas de lá, só acompanhado. Além de não ter o piso correto, as calçadas são cheias de buracos e há vários bueiros abertos. É muito perigoso para mim", relata o vendedor.
Ele conta que a falta de condições nas ruas mourãoenses o limitam no trabalho. "Como sou vendedor, só consigo trabalhar em locais próximos à minha casa. Fico com medo de ir para o centro. Já tropecei várias vezes andando pelas calçadas de lá", lembra Rodrigues.
Atualmente, são aproximadamente 8 mil deficientes visuais em Campo Mourão, segundo o presidente do Conselho Municipal dos Direitos das Pessoas Portadoras de Deficiência (Comude), João Maria Ferrari Chagas. Ele ressalta que o município tem muitos problemas de acessibilidade, principalmente na região central da cidade. Um plano para reformas nas calçadas foi feito pelo próprio conselho, em 2010, e enviado à Prefeitura, mas pouca coisa mudou, diz ele.
"As pessoas tentam enganar só com a pintura, mas isso não resolve nada. Quem faz isso aí [pintar faixas e não trocar o piso] não pensa nos outros. Não sei se foi de má fé, mas é muito ruim. Conheço vários casos de acidente na cidade por falta de acessibilidade. Não podemos aceitar isso", reclama. "A cidade tem sério problemas de acessibilidade para todos os tipos de deficientes. Infelizmente, pouca gente nos vê".
Fonte: http://www.opresente.com.br/ - “Matéria postada em caráter informativo”

Nenhum comentário: