domingo, 30 de outubro de 2016

Cadeirante é flagrado ao dirigir carro com cabo de vassoura em GO - Veja o vídeo

Ele foi parado durante fiscalização na BR-153, em Aparecida de Goiânia. Veículo não era adaptado e tinha várias irregularidades; homem levou 9 multas.

Fernanda Borges Do G1 GO

Carro dirigido por cadeirante não tinha retrovisor e apresentava pneus carecas, em Goiás (Foto: Divulgação/PRF)
Carro dirigido por cadeirante não tinha retrovisor e apresentava pneus carecas (Foto: Divulgação/PRF)

Um cadeirante de 30 anos foi flagrado dirigindo um carro usando um cabo de vassoura para pressionar os pedais, na BR-153, em Aparecida de Goiânia, na Região Metropolitana da capital. Em um vídeo divulgado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) o homem explica a um policial como faz para conduzir o veículo, um VW Gol, que não é adaptado.

Click AQUI para ver o vídeo.

Nas imagens um policial pergunta ao cadeirante como ele faz, já que não tem movimento nas pernas. Com o cabo de vassoura na mão, o homem mostra: “Acelero com ele, aperto na embreagem, no freio”, disse. O policial o questiona: “Você faz tudo com esse cabo de vassoura?”. O cadeirante responde: “É”.

De acordo com a PRF, o flagrante ocorreu durante uma fiscalização de rotina na altura do Km 513 da rodovia, na quarta-feira (26). O carro, que tem placas do Mato Grosso do Sul, foi parado em função de irregularidades, como o sistema de iluminação comprometido. Além disso, na abordagem, os policiais constataram que os pneus estavam carecas, que a placa dianteira foi confeccionada manualmente e que os documentos do veículo estavam vencidos desde 2003.

No entanto, a maior surpresa ocorreu quando os agentes pediram que o motorista descesse do carro. Ele acabou revelando que é deficiente físico e que não tem Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

O homem contou aos policiais que foi vítima de um acidente de moto há oito anos e que, por isso, perdeu o movimento das pernas. Ele também disse que comprou o veículo recentemente e que tinha planos de adaptá-lo.

“A situação toda estava errada. Imaginem que hoje uma pessoa quem tem mobilidade dos pés e das mãos é cobrada para não dirigir segurando um celular, pois isso afeta as questões de segurança da direção. Agora pensem uma pessoa que conduzia um veículo sem mobilidade nos pés e que ainda precisava olhar para os pedais para pressionar qual era o correto. Os riscos eram absurdos. Ele tinha de ter um veículo adaptado às necessidades dele e ter a devida habilitação”, disse ao G1 o porta-voz da PRF em Goiás, Newton Moraes.

Ainda segundo o inspetor, o cadeirante também não usava o cinto de segurança, o veículo tinha falta de equipamentos obrigatórios e outros equipamentos em má conservação.

“No total, ele foi multado por nove infrações de trânsito. Sendo que o veículo dele tinha, entre multas e licenciamentos atrasados, mais de R$ 6 mil em dívidas. Somando isso mais as penalidades que ele recebeu agora o valor do carro já foi ultrapassado”, relatou.

O veículo foi apreendido e levado para o pátio da PRF em Hidrolândia. O homem foi liberado.

Fonte: g1.globo.com

Nenhum comentário: