terça-feira, 8 de novembro de 2016

Bruna Alexandre encerra temporada de 2016 com títulos importantes e planos para o ciclo paralímpico

Por CPB

Alaor Filho/MPIX/CPB

Imagem
A mesatenista Bruna Alexandre comemorando vitória nos Jogos Rio 2016.

Depois de duas medalhas de bronze na Rio 2016, a mesatenista Bruna Alexandre conquistou um título inédito e que era um dos grandes objetivos da carreira. No Campeonato Brasileiro SAN-EI de Verão, realizado na sexta-feira, em Chapecó (SC), Bruninha foi a grande campeã do Absoluto A feminino. Na final, ela enfrentou Livia Gomes e venceu por 3 sets a 0 (12/10, 11/8 e 11/7).

O lugar mais alto do pódio na principal categoria feminina faz Bruna Alexandre sonhar com voos mais altos neste próximo ciclo paralímpico, visando Tóquio 2020. "Fico muito feliz de ter fechado o ano com essa conquista. Apesar de algumas das principais atletas não terem participado, foi uma conquista importante. Pude ver onde melhorei e que estou no caminho certo. Quem sabe eu consiga jogar os Jogos de Tóquio. Acho que estou trilhando um bom caminho, evoluindo. E acho que isso é muito positivo, não só para mim, mas para toda a equipe que trabalha comigo", disse a atleta.

Livia Lima (Associação Nova Era de Tênis de Mesa - SP) e Lia Kaori Ohira (São Bernardo / ASA / PALMEIRAS - SP) completaram o pódio no Absoluto A.

Bruninha protagonizou ainda o Circuito das Estrelas – Etapa Biriba, também realizado em Chapecó. Em um jogo de três sets, Bruna Alexandre bateu sua adversária, Lígia Silva, no Desafio Paralímpico e venceu o embate por 2 a 1.

Para a duas vezes medalhista de bronze nos Jogos Paralímpicos Rio 2016, o confronto foi ainda mais legal por Lígia ser sua grande amiga. Além disso, Bruna se diz feliz com o crescimento do tênis de mesa nacional. "A Ligia é muito minha amiga e, por isso, foi mais legal. Eu considero ela demais. Além disso, eu fico muito feliz que o tênis de mesa brasileiro está melhorando bastante", afirmou.

Lígia destaca a importância que uma homenagem dessa tem para o esporte paralímpico e deixa explícita a sua torcida para que o Brasil consiga mais medalhas em Tóquio 2020.

"É muito importante para a divulgação do esporte. Isso é essencial para dar continuidade. Uma iniciativa como essa é sempre positiva! Conquistamos quatro medalhas na Rio 2016 e espero que a gente consiga conquistar mais em quatro anos", disse.

Com informações da Confederação Brasileira de Tênis de Mesa (CBTM).

Fonte: cpb.org.br

Nenhum comentário: