domingo, 27 de novembro de 2016

Campeões estaduais, Abílio Nery e Fast disputam futebol adaptado no AM

Confronto com representantes do futebol e futebol ocorre na quinta, na escola de educação especial André Vidal de Araújo. Atletas dos times foram ''avatares'' nos jogos

Por GloboEsporte.com Manaus, AM

Fast e Abílio Nery futebol adaptado (Foto: Divulgação)
Jogadores de Fast e Abílio Nery reunidos com alunos (Foto: Divulgação)

De um lado, o Fast. De outro, o Abílio Nery. As equipes têm muito mais em comum do que ''apenas'' o título estadual de 2016 em suas respectivas modalidades. Nesta quinta, atletas dos dois times disputaram uma partida solidária, na escola municipal de educação especial André Vidal de Araújo. Os jogadores, em vez de jogar com as bolas nos pés, como de costume, foram ''avatares'' em um duelo de futebol adaptado.

É um momento único na minha vida. Nós, que somos atletas profissionais, participamos de vários jogos. Mas uma sensação dessa? Tem que agradecer a Deus por essa oportunidade - disse o capitão do hepta, Roberto Dinamite.

O objetivo do esporte é, entre outras coisas, estimular coordenação motora, intelectual e interação entre jogadores e guias. Para o coordenador do projeto, Alexandre Romano, a interatividade dos jovens com atletas profissionais é um sonho realizado.

É muito legal poder ver os jogadores do Fast e Abílio Nery em realizarem esse sonho com essas crianças, que sonham em ser crianças normais, mas não podem porque estão aprisionados a uma cadeira. O corpo está preso, mas a cognição não. Através dessa percepção infantil, criamos esse esporte, genuinamente amazonense - elevou Romano.

                                 futebol adaptado (Foto: Reprodução/Facebook)
                                 futebol adaptado (Foto: Reprodução/Facebook)

O duelo desta quinta durou cerca de 10 minutos. De acordo com o diretor da Instituição, Helvan Dantas, os alunos costumam exercitar o corpo durante as aulas de educação física.

Nas aulas de educação física eles executam não só essas atividades do futebol, mas também trabalhar a coordenação motora, a lateralidade e desenvolver a parte cognitiva - finalizou.


Nenhum comentário: