quinta-feira, 3 de novembro de 2016

Menina de 11 anos que sobreviveu a câncer no cérebro se mata por sofrer bullying na escola

Americana Bethany Thompson, do estado de Ohio, estava na sexta série

Por Crescer online

Bethany (Foto: reprodução facebook)
Bethany, 11 anos (Foto: reprodução Facebook)

Bethany Thompson era uma criança como qualquer outra, a não ser por um fato incrível: lutou contra um câncer no cérebro quando tinha apenas 3 anos de idade e sobreviveu. A cirurgia que retirou o tumor foi um sucesso, mas deixou uma pequena sequela em seu rosto: a boca ficou levemente repuxada para a direita.


Isso foi suficiente para ela se tornar alvo de comentários maldosos de outras crianças na escola. Em entrevista à revista americana Time, a mãe, Wendy Feucht, contou que a filha sofreu um bullying implacável durante o ano todo. “Havia garotos na escola que eram incansáveis. Faziam de tudo para deixá-la fora de si. Ela costumava reagir, embora ficasse triste. Mas chegou a um ponto em que não conseguiu mais ignorar e fez o que fez”, relata a mulher. Bethany tirou a própria vida com um tiro no último dia 19. Até agora, não se conhece a origem da arma.

O fato, chocante e triste, traz dois alertas a todos os pais e mães: o primeiro deles é estar atento às mudanças de comportamento dos filhos e buscar ajuda profissional sempre que necessário. Se você reparar que a criança começou a apresentar alterações bruscas de humor, está distante, calada e triste, tente conversar para entender o que ela está sentindo. Se os pais notam que não estão conseguindo ajudar, é válido contar com um psicólogo.

O segundo alerta é igualmente importante: desde sempre, fale com o seu filho sobre o respeito às diferenças. Ensine sobre diversidade e tolerância. Essas lições, quando assimiladas desde cedo, formam pessoas mais empáticas e sensíveis à dor do outro – além, é claro, de evitar comportamentos agressivos, como o bullying.


Bethany e a mãe (Foto: reprodução facebook)
Bethany e a mãe (Foto: reprodução facebook)

Bethany e o irmão (Foto: reprodução facebook)
Bethany e o irmão (Foto: reprodução facebook)


Fonte: revistacrescer.globo.com

Nenhum comentário: