segunda-feira, 7 de novembro de 2016

Menina de 2 anos dá a resposta perfeita a colegas que encararam sua marca de nascença

Quando a pequena Lydia chegou à escola, as crianças imediatamente notaram a marca de nascença em seu rosto. Mas a reação dela fez até sua mãe chorar

Por Crescer

    Lydia com seu ursinho (Foto: Reprodução - Facebook)
    Lydia com seu ursinho (Foto: Reprodução - Facebook)

Lydia, 2, é uma garotinha encantadora que nasceu com uma marca de nascença cor de vinho no rosto. Por causa de um tratamento feito recentemente para clarear o sinal, a mancha ficou ainda mais vívida, com a cor mais forte, justo em seu primeiro dia de aula.

Na última semana, quando sua mãe, Kelly Wilson Bossley‎, foi deixá-la na pré-escola em sua estreia como aluna, a marca atraiu imediatamente os olhares das outras crianças. Kelly, mesmo sabendo que a curiosidade dos pequenos é natural, ficou preocupada pelo efeito que os olhares poderiam causar em sua filha. Ela só não esperava que, além de tirar a situação de letra, a menina ainda tivesse um comportamento tão supreendente, que mãe narrou na página Love What Really Matters, no Facebook:

"Essa manhã, no momento de ir à pré-escola, percebi que minha filha notou alguns de seus novos colegas reparando e cochichando quando viram a mancha viva no rosto dela, resultado do último tratamento que fizemos para controlar seu sinal de nascença cor de vinho. Ao invés de ficar chateada ou insegura, Lydia siplesmente caminhou até a estante e pegou um exemplar de Sam's Birthmark ("A Marca de Nascença do Sam", em tradução livre), e entregou-o à professora para que ela lesse para o resto sa sala. Ela não tem nem 3 anos ainda, mas sua resiliência e sua habilidade de se fortalecer me deixam espantada. Eu chorei durante quase todo o caminho para o meu trabalho - não porque eu me preocupe que os colegas podem tratá-la mal nos próximos anos, mas porque eu sei que essa menina fará grandes coisas!".

O livro que Lydia pegou conta a história de uma menino que também tem uma mancha como a de Lydia e foi usado por Kelly e seu marido para ajudar a filha a ter recursos sufiicientes para explicar seu sinal especial às outras pessoas. O episódio se tornou viral na internet e a mãe contou ao CBS News  que está muito feliz com a repercussão: "A melhor parte dessa história com certeza é toda a atenção que o caso chamou para as marcas de nascença vasculares. Mais consciência leva a mais aceitação, então eu espero que a história da Lydia possa tornar as coisas mais fáceis para outras crianças com diferenças físicas".

A autora do livro Sam's Birthmark, Martha Wardlaw Griffin, também comentou o grande efeito que o caso de Lydia provocou nas redes: "Quando vejo histórias assim, meus olhos se enchem d'água", declarou. Martha e seu marido decidiram escreveu o livro por causa do filho deles, Barron, que nasceu com uma mancha como a de Lydia."Não havia nenhum livro com uma mensagem positiva sobre um personagem com uma marca de nascença, então escrevemos um".

Nenhum comentário: