sexta-feira, 25 de novembro de 2016

Turismo Acessível: Em Portugual experiências bem sucedidas impulsionam o setor

los-ninos-caminan-por-el-jardin-sensorial-con-los-ojos-vendados-guiado-por-una-persona-ciega-simplemente-a-tocar-y-oler-las-plantas
As crianças andam através do jardim sensorial com os olhos vendados, guiado por uma pessoa cega, só para tocar e cheirar as plantas.

De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), cerca de 45 milhões de brasileiros têm algum tipo de deficiência, o que corresponde a 23,9% da população. Destes, 3,6% são deficientes visuais e 1,1% deficiência auditiva. Esta é uma parte significativa de pessoas que ainda vivem com pouco acesso à maioria dos produtos culturais oferecidos em museus e exposições.

As iniciativas do Ministério do Turismo do Brasil reforçam a importância do investimento na acessibilidade de atrações. Algumas experiências de inclusão através de cuidados especializados na Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS) - Deaf - tátil e audiodescrição equipamento de visão cega ou baixa têm mostrado a importância do turismo acessível.

Luciano Pacheco, oficial brasileira, visitou o Museu Nacional da República em Brasília para experimentar a exposição "A arte monumental de Marianne Peretti" no qual ele poderia desfrutar e ser muito satisfeito com o apoio prestado no serviço de áudio-descrição, essencial para as pessoas cegas ou deficientes visuais como ele pode sentir a arte do criador de obras monumentais como os vitrais da Catedral de Brasília. "Esta é uma experiência que deve se tornar cada vez mais comum no museu todos os dias", ela disse animado.

No processo de construção de imagens mentais de arte a partir dos textos descritivos funciona, ele também revelou que "se sente co-autor do trabalho, juntamente com o artista"

Em sediar os Jogos cidade atraente um em flagrante neste segmento: Sensory Garden é, o Jardim Botânico do Rio de Janeiro. Este espaço turístico e de lazer é dedicado especialmente para as pessoas com deficiência visual. O jardim contém plantas com um conjunto de diferentes texturas e aromas, escolhidos aliatoriamente para aguçar os sentidos, especialmente tocar e cheirar.

A caminhada permite espécies contato COM, como manjericão, alecrim, sálvia, hortelã, entre outros. Atualmente, o Jardim Sensorial tem com  11 monitores de computador, onde três deles são deficientes visuais, auditivos com uma pessoa especializada do Instituto Nacional de Educação de Surdos (INES) e uma em Braile para identificarem as plantas.

O jardim funciona 8 as 17 horas de terça-feira a domingo e de 12 a 17 horas às segundas-feiras as visitas em grupo devem ser agendadas  com antecedência.

Fontes: Notícias do Anfitrião - turismoadaptado.wordpress.com

Nenhum comentário: