sábado, 10 de dezembro de 2016

A APNEN promove a campanha “Viver com Dignidade”

A APNEN promove a campanha “Viver com Dignidade” para auxiliar a população com deficiências na aquisição de equipamentos, e outros produtos que irão auxilia-los a uma melhor condição de vida.



O objetivo é angariar recursos para a aquisição de cadeiras de rodas, cadeiras de banho, cadeiras adaptadas, fraldas descartáveis, órteses e outros produtos para que uma pessoa com deficiência precisa para se locomover e viver com dignidade.

Seja qual for o valor da sua “DOAÇÃO você estará contribuindo e muito nessa campanha.

As doações já podem ser realizadas através do deposito na conta corrente da APNEN: Caixa Econômica Federal Agência – 1937 - código para deposito 003 – Conta 212-9 Podem também serem feitas nas Casas Lotéricas.

A APNEN desde a sua fundação até a presente data, realizou as seguintes doações:

Cadeira de Rodas: - 50
Cadeira de Banho: - 23
Cadeiras motorizadas: - 02
Peças e manutenções. - 24
Baterias para Cadeiras motorizadas: - 16
Fraldas/Colchões/etc: - 13
Equipamentos Esportivos: - 04
Equipamentos eletrônicos: - 07
Pares de Mulatas: - 03
Suplemento Alimentar: - 40 Lts.

Valor total em doações: - R$ 90.323,19

Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), cerca de 2 milhões de brasileiros precisam de uma cadeira de rodas para locomoção, e a fila de espera é um dos maiores problemas enfrentados para essas pessoas: apenas 10% delas têm acesso ao equipamento fornecido pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

A média de espera dessa população é de cerca de 2 anos, mas em alguns estados pode chegar a cinco. A pobreza e seus fatores são um dos causadores de grande parte das deficiências no mundo. Prova disso está nos países em desenvolvimento, onde 80% das pessoas com deficiência vivem em situação de vulnerabilidade social. É o caso do Brasil.

Hoje realizamos somente atendimento em Nova Odessa, mais vários pedidos de outros municípios chegam até nos, mais infelizmente por falta de recursos não é possível atender a todos.

“É aflitivo assistir a um cenário onde a população que mais carece de atendimentos básicos é também a que mais se depara com a miséria de boas ações e muitas vezes o descaso das autoridades. Queremos com essa campanha despertar a sociedade para essa realidade, tirando o brasileiro com deficiência da invisibilidade”.

Muita gente não sabe, mas a necessidade de uma pessoa com deficiência vai muito além da cadeira de rodas em si. O equipamento que uma pessoa com paralisia cerebral precisa não servirá para alguém que tenha tetraplegia, por exemplo. A estatura, peso e idade também fazem diferença para o tipo de cadeira. Uma criança precisa de banco e encosto (Cadeira adaptada) para o tamanho de seu corpo até uma certa idade. Com o passar do tempo, ela crescerá e a cadeira já não servirá mais.

Ou seja, quanto mais adaptada for este equipamento, maior mobilidade e conforto a pessoa terá, e também eleva o seu custo. A cadeira adaptada permite uma postura adequada, menos gasto de energia para se locomover, maior autonomia e o mais importante: evita que a pessoa tenha escaras, que são feridas que se desenvolvem na pele de quem passa muito tempo em uma mesma posição. Neste caso, em um assento que não é adequado.

Devido ao tipo de deficiência e suas necessidades específicas, muitas pessoas não conseguem utilizar a cadeira oferecida pelo Sistema Único de Saúde. Por isso, quando se fala em alto custo de uma cadeira de rodas, deve-se ter em mente não só o valor do equipamento, mas todas as adaptações e materiais que serão utilizados, como a espuma do assento, que precisa ter a densidade correta para possibilitar maior durabilidade e conforto, além das adaptações em si – todas feitas por um profissional de forma manual, após medição do equipamento e consulta postural.

No mercado atual brasileiro, o custo médio de uma cadeira de rodas normal de boa qualidade e conforto tem um custo em média de R$1.500,00, já as cadeiras adaptadas, e com todas as adaptações necessárias o custo em média e de R$ 4500,00. Uma cadeira de Rodas motorizada que fornece uma maior liberdade e autonomia a pessoas com deficiência, tem um custo em média de R$9.500, reais. Devido a esses custos altos, as instituições responsáveis pela distribuição dos equipamentos não conseguem atender a real demanda, que a cada ano aumenta, devido às condições de desigualdade, violência e acidentes de trânsito.

Contatos com a APNEN
Fones: (19) 3476-5665 - (19) 99884-1887 - apnen.novaodessa@gmail.com 

Obrigado

Carlos Alberto Raugust

Fonte: Apnen Nova Odessa

Nenhum comentário: