segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

APÓS SE CANDIDATAR PARA 400 VAGAS, JOVEM TIRA DEFICIÊNCIA DO CURRÍCULO E É CHAMADO PARA ENTREVISTAS

Daryl Jones é portador da Síndrome de Marfan

Daryl Jones é o criador da Disability Sports Humble, entidade que incentiva deficientes a praticar esporte  (Foto: Reprodução  Facebook)
Daryl Jones é o criador da Disability Sports Humble, entidade que incentiva deficientes a praticar esporte (Foto: Reprodução Facebook)

Um jovem do Reino Unido teve de omitir o fato de que é deficiente físico em seu currículo para ser chamado para uma entrevista de emprego. Daryl Jones, de 27 anos, já havia se candidatado a 400 vagas de trabalho e, até então, não havia recebido nenhuma resposta. Portador da Síndrome de Marfan, uma doença congênita caracterizada por anormalidades dos olhos, ossos e sistema cardiovascular, ele decidiu tirar essa informação de seu CV para ver se teria melhores chances de conseguir um emprego.

Formado em negócios e marketing, Jones é porta-voz da NUS, a união dos estudantes do país, e é o fundador da Disabillity Sports Humber, uma entidade que incentiva a prática de esportes entre pessoas portadoras de deficiência.

Apesar de esses serem fatores impressionantes para um jovem da idade de Jones, ele resolveu tirar essas informações do currículo e tudo o mais que estivesse relacionado à Síndrome de Mafran. Desde então, ele foi chamado para 12 entrevistas.

Nenhuma das empresas, contudo, ofereceu o emprego a Jones depois da entrevista pessoal. “É decepcionante. Estudos mostram que pessoas com deficiências querem contribuir, querem ter um trabalho e ganhar dinheiro, mas ninguém nos emprega”, disse ele ao jornal "Metro". “Eu tenho um diploma e, nas entrevistas, as pessoas dizem que eu tenho muitas qualidades e experiência o suficiente. Eu não entendo porque eu não consigo trabalho.”

A condição de Jones não o impede de trabalhar, a não ser que o posto em questão exija que o funcionário faça esforços físicos. “Eu posso trabalhar num escritório ou na administração”, ele disse.

A Síndrome de Marfan é uma desordem do tecido conjuntivo caracterizada por membros anormalmente longos. Afeta também outras estruturas do corpo, como o esqueleto, os pulmões, os olhos, o coração e os vasos sanguíneos.



Nenhum comentário: