sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

Governo deve mudar auxílio de idosos e pessoas com deficiência

Foto: Divulgação
A imagem está no formato retangular na horizontal. Nela contém as mãos de uma idosa segurando uma bengala. Fim da descrição.

O governo pretende adotar mudanças para tentar limitar o Benefício de Prestação Continuada ( BPC) , que é um auxílio dado a idosos e pessoas com deficiência que não contribuíram com a Previdência.
A proposta prevê três medidas:

A idade mínima atual para ter o benefício concedido é de 65 anos com renda familiar per capita de até quatro salários mínimo. Com receio das pessoa se sentirem desestimuladas a contribuir com a Previdência, o governo avalia ampliar a idade mínima de 65 para 70 anos.
Para o grupo que discute a mudança, não há nada mais indexador mais forte do que o salário mínimo, então avalia- se desvincular o benefício do salário mínimo com objetivo de reduzir, a médio prazo o valor oferecido.
Outra medida a ser tomada é o corte de renda. Estima-se um critério avaliação da renda per capitã. Já que foi alegado que quatro salários mínimos não é suficiente para caracterizar falta de condição financeira. Por exemplo, será avaliado o grau de dependência da pessoa com deficiência para o BPC.

Nenhum comentário: