quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

Luta de Schumacher contra a morte completa três anos nesta quinta-feira (29)

Acidente de 2013 quase custou a vida do piloto, cujo estado de saúde desconhecido

Do R7

Resultado de imagem para Luta de Schumacher contra a morte completa três anos nesta quinta-feira (29)

Três anos sem notícias concretas sobre o maior campeão da história da Fórmula 1. Michael Schumacher segue recluso, sem ser visto por ninguém, a não ser por seus familiares e amigos íntimos. Seus fãs nada sabem sobre o estado de saúde do alemão após o grave acidente sofrido em 2013.

Nesta quinta-feira, dia 29 de dezembro, a tragédia que quase levou Schumi à morte completa três anos. Após anos e mais anos correndo em alta velocidade - na maioria das vezes a maior entre os pilotos -, jamais sofreu uma fratura grave. Já aposentado, quando curtia férias, o pior aconteceu.

Resultado de imagem para Luta de Schumacher contra a morte completa três anos nesta quinta-feira (29)


Schumacher estava esquiando nos Alpes Franceses, quando perdeu o controle dos esquis, voou por mais de 10 metros e bateu de cabeça em uma pedra. Por muito pouco o acidente não custou a vida do piloto. Ainda assim, ficou em coma induzido durante meses e, até hoje, não se sabe ao certo qual real situação de um dos maiores pilotos da história da Fórmula 1.

Ross Brawn, ex-diretor técnico da Ferrari e fiel escudeiro de Schumacher, falou sobre o heptacampeão em entrevista à BBC no início do mês de novembro. Entre os assuntos, deu algumas pistas sobre a saúde do ex-piloto.

Resultado de imagem para Ross Brawn e Schumacher

A família decidiu conduzir a convalescença de Michael de forma particular e devo respeitá-la, mesmo assim, o britânico falou um pouco sobre o estado de saúde do Michael de seu velho amigo.

Há sinais encorajadores e todos estamos rezando a cada vez que vemos mais estes sinais. Então é difícil para mim dizer muito e respeitar a privacidade da família.

Ao lado de Schumacher em todos os sete títulos em que o alemão conquistou na Fórmula 1, Brawn se mantém otimista quanto ao futuro do ex-piloto.

Tudo o que eu diria é que há muita especulação sobre a condição de Michael. A maior parte dela está errada e nós apenas rezamos e esperamos todos os dias que continuemos a ver algum progresso e que um dia possamos ver Michael recuperado das lesões terríveis.

    Resultado de imagem para Luta de Schumacher contra a morte completa três anos nesta quinta-feira (29)

No entanto, após dar tais boas notícias aos fãs de Schumi, Ross concedeu entrevista ao The Gauardian e diz ter sido mal interpretado quanto às suas declarações sobre o estado de saúde do ex-piloto alemão.

Nós o visitamos e rezamos para que um dia ele se recupere. Minhas declarações foram colocadas como se eu tivesse dito que ele está melhorando, e não foi isso que eu realmente quis dizer. A família está tratando seu estado de saúde com privacidade e tenho que respeitar isso. Assim, não quero comentar sobre a condição de Michael, além de que temos esperanças de vê-lo, em algum momento no futuro, como o conhecemos..
Brawn ainda afirmou que foi chocante ver Schumacher no estado em que está.

Foi muito chocante para nós e terrivelmente traumático para a família. Michael era forte e, durante sua carreira, só quebrou uma perna. A ironia pelo acidente acontecer durante uma vida tranquila, quando já havia se aposentado, é terrível. Assim como Brawn, Jean Todt, chefe de Schumi na Ferrari, deixou claro que o heptacampeão não é mais uma pessoa pú´blica e que precisa ser respeitado. Em entrevista à Veja no fim de outubro, Jean falou sobre o estado de saúde do companheiro.

Felizmente, Schumacher não está morto, mas sua vida e a de sua família mudaram. Ele é bastante reservado, e nós consideramos que sua vida privada deve ser respeitada. Schumacher não é mais um personagem público. Contudo, em um ato para reaproximar Schumi dos fãs, a porta-voz do ex-piloto criou, no último fim de semana, contas nas redes sociais Facebook e Instagram para o alemão. Em poucas horas as páginas já continham milhares de seguidores.

Para abrir as redes sociais, foi dada as boas-vindas aos fãs de Schumi:

Sejam bem-vindos ao paddock de Michael! Gostaríamos de compartilhar memórias com você e qual melhor começo poderia haver,- do que o próximo aniversário do primeiro título de campeão mundial de Michael.

A segunda postagem das redes do maior campeão da história da Fórmula foi para relembrar o primeiro títulom, conquistado em 13 de novembro de 1994, em Adelaide, Austrália

Na terceira e última postagem, até o momento. recordou a foto entre os pilotos antes do GP de Adelaide, em 1994. O mundo segue na torcida para que o heptacampeão vença o maior desafio de sua vida.


Fonte: esportes.r7.com/automobilismo -  Imagens Internet



Nenhum comentário: