sábado, 17 de dezembro de 2016

Mercado de trabalho para pessoas com deficiência ganha campanha que incentiva a inclusão

cup-of-coffee-1280537_1920

Por iniciativa do Ministério Público do Trabalho (MPT) e da Organização Internacional do Trabalho (OIT), foi lançada uma campanha no dia 14 de dezembro para incentivar a inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho. Trata-se de oito vídeos que compõem a série O Futuro que Queremos. 

Cada episódio traz uma história inspiradora, na qual é possível observar que a inclusão não só é uma possibilidade, mas certamente favorece a todos, criando ambientes de trabalho mais humanos e motivados, trazendo mudanças no clima e na cultura da empresa.

No mundo há 1 bilhão de pessoas com deficiência, o equivalente a 15% da população global. Cerca de 80% delas estão em idade de trabalho. No Brasil, de acordo com o IBGE (2015), 6,2% da população tem algum tipo de deficiência. 

Para garantir os direitos das pessoas com deficiência, pode-se destacar mais recentemente a Lei Brasileira da Inclusão, além do artigo 27 da Convenção da ONU e a Convenção 159 da OIT que visa incentivar a cultura da inclusão. O Brasil conta também com uma legislação trabalhista que favorece a inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho, no entanto há ainda barreiras a serem vencidas, dentre as quais podem ser citados o preconceito, o desconhecimento acerca da deficiência e a necessidade de adaptações.

O lançamento da websérie comemorou também os 10 anos da Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência – CDPD. Estiveram presentes na cerimônia o Procurador Geral do Trabalho, Dr. Ronaldo Curado Fleury, o Procurador Chefe do MPT em SP, Dr. Erich Vinicius Schramm, o Diretor da OIT, Peter Toschen e a Dra. Sofia Vilela, Procuradora do Ministério Público do Trabalho e Vice Coordenadora Nacional de Promoção de Igualdade de Oportunidades e Eliminação da Discriminação no Trabalho.

Cada episódio da série tem cerca de quatro minutos de duração e possui recursos de acessibilidade, como intérprete de Libras, legendas e audiodescrição. A série é fruto de uma parceria entre OIT e MPT e teve consultoria técnica de Marta Gil, do Amankay Instituto de Estudos e Pesquisas. Por razões técnicas, cada vídeo estará disponível em 2 arquivos: um com audiodescrição e outro com Libras e legendas.
O episódio 1 já está disponível nos links:

Libras e legendas

Audiodescrição:


Nenhum comentário: