domingo, 4 de dezembro de 2016

PARA VOCÊS MAMÃES - ENTREVISTA COM O PEDIATRA CARLOS GONZÁLEZ - VEJAM OS VÍDEOS.

MARIANA FERRÃO CONVERSA COM O MÉDICO QUE FICOU FAMOSO POR QUEBRAR REGRAS. ELE DEFENDE O COLO, A CAMA COMPARTILHADA, O AFETO SEM LIMITES E A AMAMENTAÇÃO EM LIVRE DEMANDA.

Resultado de imagem para ENTREVISTA COM O PEDIATRA CARLOS GONZÁLEZ


           
Quantidade de comida
O pediatra Carlos González diz que a quantidade que uma criança precisa comer é absolutamente imprecisa. Algumas crianças comem diariamente mais que o dobro que outras.
Sal
O sal não é tão prejudicial aos bebês quanto para adultos. O pediatra Carlos González explica que, por peso, uma criança pode comer mais sal que um adulto.
Compreensão
A criança comer mal não significa falta de amor ou desgosto pela comida da mãe. Muitas vezes obrigamos a criança a comer reproduzindo padrões de educação que recebemos.
Obesidade
O pediatra espanhol Carlos González diz que obrigar as crianças a comer é contraproducente. Elas podem comer ainda menos por pura raiva.
Comer para crescer
Embora seja um ditado popular, o pediatra espanhol Carlos González diz que não é comendo que se cresce. Quem acredita nisso, pode tentar e ver se dá certo.
Comer sozinha
Carlos González diz que é possível deixar as crianças comerem com as próprias mãos, mas a supervisão é necessária, porque elas podem engasgar, por exemplo.
Culpa
Apesar de fazerem sempre o que julgam ser o melhor, as mães sentem muita culpa, sem motivo, de forma irracional.
Pesagem
Quando chega o momento em que a criança recupera o peso do nascimento, não tem muita necessidade de continuar pesando.

Amamentação
Quando falamos sobre amamentação, estamos falando de mulheres saudáveis, que acabaram de ter um filho. É muito difícil que não possam dar o peito.

Nenhum comentário: