quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

ARTROSE DO JOELHO

por: Rodolfo Pinheiro Fisioterapeuta

Nenhum texto alternativo automático disponível. Nenhum texto alternativo automático disponível.

A artrose é uma doença que não tem cura, mas com o tratamento ideal o paciente consegue um convívio saudável com o problema. O local mais acometido é o joelho devido a sobrecarga e também porque apresenta diversas articulações.

Também conhecida como osteoartrite, a artrose é uma doença de natureza inflamatória e degenerativa das articulações. Ela é provocada pelo desgaste das cartilagens que revestem as extremidades ósseas, causando dor e podendo levar a deformidades. A articulação do joelho é uma das mais afetadas em virtude de sua capacidade de suportar peso, assim como a coluna vertebral e os quadris.

Segundo dados divulgados pela Organização Mundial da Saúde, cerca de 70% a 80% da população com mais de 65 anos possui artrose.

A melhor idade é a mais afetada por causa do envelhecimento natural. Entretanto, já é possível notar um alto número de pessoas diagnosticadas com artrose no quadril, joelhos, tornozelos, na faixa dos 30 anos. Entre os motivos para artrose nessa idade estão a obesidade e os exercícios físicos em excesso sem o acompanhamento de um profissional. Além disso, outros fatores como hereditariedade, alterações hormonais, inflamações, doenças metabólicas também podem causar o problema.

CAUSA
A ocorrência da artrose tem se tornado comum nos últimos anos. Envelhecimento, excesso de peso sobre a articulação acometida, atividades que exijam movimentos repetitivos sobre a articulação (como saltos) realizados de forma incorreta por um tempo prolongado, histórico familiar e até o tabagismo são fatores desencadeantes da artrose. Lesões prévias de ligamentos, menisco ou cartilagem também podem acelerar o processo de degeneração articular, levando a deformidades.

É importante destacar que a prevalência da doença aumenta com a idade e que as mulheres têm o dobro de propensão em comparação com os homens.

SINTOMAS
A dor no joelho é, normalmente, o primeiro sintoma e ela tende a piorar com o esforço que sobrecarregue mais o joelho. Outros sintomas incluem rigidez matinal, dificuldade em apoiar o peso do próprio corpo sobre o joelho lesionado, inchaço (edema) e perda progressiva de mobilidade. Quando os sintomas ainda estão no início da artrose, o repouso pode ajudar a aliviá-los. Em casos mais avançados e não tratados, a artrose pode ocasionar a deformidade dos membros inferiores, que é o joelho varo (cambota) ou valgo (na forma da letra “x”).

PREVENÇÃO
Quem tem um histórico familiar com artrose precisa ter mais atenção com o seu joelho. Nestes casos, a prevenção pode evitar o aparecimento de artrose no futuro. Como a artrose é uma doença que atinge, em sua maioria, pessoas da melhor idade, quem tem predisposição precisa mudar os hábitos quando ainda há tempo.

Perder peso, praticar atividade física, não fazer movimentos que sobrecarreguem o joelhos, manter uma alimentação balanceada podem ajudar a reduzir as chances do indivíduo ter artrose. Interromper o uso do cigarro é outro fator importante, pois o tabaco diminui a qualidade do colágeno das articulações.

O tratamento pode ser feito com auxílio de medicamentos para aliviar a dor e fisioterapia. O fisioterapeuta é o responsável por aliviar a dor, fortalecer os músculos ao redor da articulação aumentando a amplitude dos movimentos, e alongar o cliente.

DIAGNÓSTICOS E EXAMES
Exame físico detalhado, auxiliado por exames de imagem como raio-X das articulações afetadas. As radiografias simples são indispensáveis.

FISIOTERAPIA
A fisioterapia é um dos principais meios de tratamento para pacientes com dor no joelho ocasionada por osteoartrose. O protocolo de reabilitação tem como foco o controle da dor e inchaço com recursos de Eletrotermofototerapia, correção biomecânia com exercícios de fortalecimento muscular, elasticidade, equilíbrio e treino sensório-motor.

Quando o grau da artrose do joelho é avançado, apresentando deformidades angulares da região, o tratamento cirúrgico pode ser indicado com osteotomias corretivas e, principalmente, substituição da articulação com próteses (artroplastias totais de joelho).

"A DOR NEM SEMPRE É PASSAGEIRA"
AGENDEM JÁ SUA AVALIAÇÃO!!!
(19) 991114640 (Whats)

Nenhum comentário: