domingo, 29 de janeiro de 2017

Crianças e adolescentes de SP produzem “curtas” sobre inclusão e diversidade na escola - Veja o vídeo.

Meu povo, quando eu penso que tudo já tá perdido, surge uma iniciativa bacana que dá um gás de renovação na vida!

por Jairo Marques*

Imagem internet/Ilustrativa
Resultado de imagem para Projeto "Inclusão na Tela : O olhar dos Estudantes"

Crianças e adolescentes de escolas públicas municipais de São Paulo, dentro do projeto “Imprensa Jovem”, desenvolveram oito curtas-metragens com a temática da inclusão e diversidade.

Eles receberam oficinas técnicas e apoio profissional para as produções, mas sozinhos fizeram as gravações, as entrevistas, os roteiros e pensaram na montagem.

Os garotos foram orientados a evitar lugares-comuns e olhares estigmatizados sobre as diferenças humanos, sendo provocados a apresentar leituras novas e modernas.

O resultado foi apresentado na última quinta-feira (24), no Cine Olido, no centro de São Paulo, e o tio esteve por lá. Fiquei de queixo caído e muito emocionado com os trabalhos realizados. Cada um deles tem uma proposta diferente e uma delicadeza incrível.

O vídeo abaixo e um compilado de todos os trabalhos. Sugiro que vejam aos poucos, mas que tentem ver todos, porque vale a pena!



“Saudades de Lá” – Escola Duque de Caxias / Resumo: Expressões e sonhos de crianças estrangeiras que tiveram de deixar seus países para fugir de guerras, fome e conflitos em seus país. Espetacular

“Otávio” – Escola Arlindo Caetano / Resumo: Como é a rotina de um estudante cadeirante dentro de uma escola pública? Avançamos no ensino inclusivo?

“O Essencial da Vida” – Escola Julio Marcondes Salgado/ Resumo: o que importa para uma pessoa com deficiência não é sua limita física ou sensorial. Viver é possibilidade bem maior do que aquilo que nos falam que é

“Diálogos” – Escola Leonor Mendes de Barros / Resumo: Uma série de entrevistas rápidas sobre o que pensam e o que querem alunos com deficiência. O pequeno Lucas rouba a cena com seu sorriso e humor únicos

“Um dia com Willian” – Escola Vila Munck / Resumo: o cotidiano escolar de um garoto com autismo

“Nas ondas do Marili” – Escola Marili Dias / Resumo: é o único ficcional. Tenso, com narrativa dramática, discorre sobre o bullying contra a pessoa com deficiência no ambiente escolar

“A caminhada de Renan” – Escola Laerte Ramos de Carvalho / Resumo: A jornada de um professor de matemática com paralisia cerebral. Baita história

“Viva Méliès” – Escola de educação bilíngue surda Madre Lucie Bray / Resumo: alunos surdos fazem esquetes cômicas do cinema mudo. Criativo e muito bem produzido

Jairo Marques*, que é cadeirante, aborda aspectos da vida de pessoas com deficiência e de cidadania. Aqui, você encontra histórias de gente que, apesar de diferenças físicas, sensoriais, intelectuais ou de idade, vive de forma plena.

Fonte: assimcomovoce.blogfolha.uol.com.br  - Imagem internet/Ilustrativa

Nenhum comentário: