sábado, 7 de janeiro de 2017

Grupo tortura deficiente mental em transmissão ao vivo no Facebook

Yahoo Notícias

                                                Foto: Reprodução Facebook
                                                

Quatro jovens foram presos na última quarta-feira (4) suspeitos de envolvimento em um caso de tortura que foi transmitido ao vivo pelo Facebook. O caso aconteceu em Chicago, nos EUA. A vítima, um rapaz com deficiência mental, foi amarrada e atacada. Ele seria conhecido de um dos agressores. De acordo com o Daily Mail, o caso provocou revolta entre internautas, que criaram uma petição na internet pedindo que os presos sejam acusados por crime de ódio.

O vídeo, no qual a vítima está amordaçada e incapaz de se defender, foi transmitido em tempo real na página de uma garota de 18 anos, na última terça-feira. O ataque teria durado cerca de meia hora e trechos das imagens continuam sendo compartilhados. Na transmissão é possível ouvir um dos agressores gritar: “Dane-se Donald Trump! Danem-se os brancos”. Após a repercussão, a publicação foi apagada, mas a polícia tomou ciência do caso e identificou os envolvidos.

A vítima foi levada a um hospital onde recebeu tratamento e está sob os cuidados de parentes. Os suspeitos podem ser acusados de sequestro e tortura. As autoridades ainda não informaram se vão acusá-los de crime de ódio.

Nenhum comentário: