quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

Verdão inclui pessoas com deficiência em tradicional torneio de judô

Na 48ª edição do Torneio Periquito, organizado pelo clube, Palmeiras estreou a categoria 'Judô Para Todos' para promover o desenvolvimento das pessoas com deficiência

Lance! 

Foto: Lance! 
Mascote do Verdão marcou presença no Torneio Periquito - Foto: Fabio Menotti/Palmeiras
Mascote do Verdão marcou presença no Torneio Periquito - Foto: Fabio Menotti/Palmeiras

O Palmeiras inaugurou neste sábado, no ginásio do Palestra Itália, a categoria "Judô para Todos" no tradicional Torneio Periquito de Judô, organizado pelo clube e que chegou à 48ª edição neste ano. A categoria foi adicionada ao campeonato para promover a inclusão, o bem-estar e o desenvolvimento das pessoas com deficiência.

Houve lutas também nas categorias Sub-9, Sub-11, Sub-13, Sub-15, Sub-18, Sub-21, Sênior e Veteranos. Foram premiados os judocas classificados em primeiro, segundo e terceiro lugares de cada classe. O Palmeiras não concorreu ao troféu por equipes, já que inscreveu número ilimitado de competidores (as demais puderam inscrever até 40 judocas).

O Periquito é um dos torneios mais antigos do judô no Brasil. Temos academias que nos procuram durante todo o ano esperando o evento, que homenageia justamente o aniversário do clube. Muitos atletas do cenário nacional e até medalhistas em Jogos Olímpicos já participaram. Fomos pioneiros ao estrear neste ano a categoria 'Judô para Todos', com a presença de 50 atletas portadores de deficiência. É uma satisfação também ajudar a desenvolver o esporte nesse sentido - disse Davi Menani, um dos diretores do judô do Palmeiras.

O evento também contou com homenagem a Henrique Guimarães, professor e coordenador do judô do Verdão. Há 20 anos, ele conquistou a medalha de bronze nos Jogos de Atlanta, nos Estados Unidos, e tornou-se o único atleta do clube em esportes individuais a subir ao pódio em uma Olimpíada. O Palmeiras tem outros 11 bronzes (basquete e futebol) e o ouro de Gabriel Jesus.

O Periquito de Judô é organizado pelo Palmeiras desde 1968, quando foi fundado o Departamento de Defesa Pessoal (que reunia anteriormente judô, karatê e boxe). Desde então, ele se desenvolveu e tornou-se uma das principais forjas de campeões do cenário judoca no país, revelando campeões do Brasil e do mundo. O presidente da FPJ, Alessandro Puglia, entre outras personalidades e dirigentes do judô brasileiro, também marcaram presença neste sábado.



Nenhum comentário: