terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

A evolução histórica das pessoas com deficiência

É possível entender o universo das pessoas com deficiência?

por Renato D'avila

Apae de Caraguatatuba atende pessoas com deficiência intelectual ou múltipla.

A evolução do histórico social destas pessoas no mundo, Brasil e em nossa cidade é o que está te esperando no blog "Novo Olhar" que este ano traz novidades para ampliarmos os horizontes.

Rejeição e eliminação dos recém-nascidos com alguma deficiência assim era na Grécia Antiga. Espartanos com deficiência não poderiam servir, nem se tornavam guerrilheiros fortes, simplesmente eram descartados.

Do outro lado, o assistencialismo na Roma Antiga, permitia que os pais de filhos nascidos com deficiência poderiam sacrificar os filhos ou estas pessoas poderiam seguir enquanto assistidas de forma penosa. Foi na Europa que encontraram mais tarde apoio, espaços em hospitais e centros especializados.

No Brasil, as políticas educacionais abriram suas portas finalmente em 1940, mas só em 1960 que de fato leis e acesso a educação passaram a ser implantadas. As pessoas com deficiência ganharam espaços, porém, muito ainda deve ser realizado. Temos mostrado as conquistas por leis, acesso nas universidades públicas, alguns espaços ocupados por pessoas com deficiência. Muito se tem alcançado, mas ainda falta muito para evoluirmos na cidadania de todos que precisam de acessibilidade, direitos adquiridos pela Lei Brasileira de Inclusão, decretos e humanização dentro e fora das instituições e associações especializadas na garantia à inclusão.

No dia da Justiça Social, celebrar o que já existe nos faz trocar as lentes para sair do rótulo de ‘coitados ou heróis’. O objetivo da maioria das pessoas com deficiência é conquistar espaços adaptados, inseridos no lazer, rodas de conversas, grupos estudantis e de trabalho. É um "Novo Olhar" no presente com meta de melhorias de um futuro com autonomia.

Fonte: g1.globo.com

Nenhum comentário: