segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

Centro Integrado de Reabilitação comemora 1 milhão de atendimentos

Beneficiados do atendimento número 1 e 1 milhão foram homenageados.Governador vai descentralizar atendimentos do Ceir para outras cidades.

Do G1 PI

Centro Integrado de Reabilitação comemora 1 milhão de atendimentos (Foto: Gilcilene Araújo/G1)
Centro Integrado de Reabilitação comemora 1 milhão de atendimentos (Foto: Gilcilene Araújo/G1)

Uma solenidade realizada na manhã desta sexta-feira (24) comemorou 1 milhão de atendimentos do Centro Integrado de Reabilitação (Ceir). O Ceir foi fundado há oito anos nos moldes da AACD – Associação de Atendimento à Criança Deficiente, de São Paulo, e do CRER – Centro de Reabilitação e Readaptação Dr. Henrique Santillo, de Goiânia.

Durante o evento, a primeira paciente a receber atendimento e o beneficiado com o atendimento número 1 milhão foram homenageados. A pequena Andrea Eduarda Coelho foi a primeira criança a receber atendimento no local. Ela perdeu o movimento das pernas depois de ser atropelada aos três anos de idade quando atravessava uma avenida na companhia da avó.

Francisco Domingos foi o paciente a receber o atendimento número 1 milhão. Ele é natural do estado do Pará tinha um tumor no celebro, fez a cirurgia e veio para o Piauí porque precisava seguir um tratamento. Francisco falou em nome de todos os pacientes e agradeceu pelo atendimento recebido no Centro.“Aqui foi local que pude ir ao banheiro sem limitações. Pude circular a vontade. Agradeço muito pelo atendimentos que recebo no Ceir”,disse.

                                Francisco Domingo foi o paciente de número 1 milhão (Foto: Gilcilene Araújo/G1)
                     Francisco Domingos foi o paciente de número 1 milhão (Foto: Gilcilene Araújo/G1)

O governador Wellington Dias destacou os avanços conquistados no local. “O Ceir tem melhorado os atendimentos, já atendemos em três níveis: motora, auditiva e intelectual e queremos adquirir mais um que é visual. Complexo é referencial para meio norte do Brasil. Não conseguimos atender a toda demanda em algumas áreas e há necessidade do setor privado ajudar nesta demanda. Nosso foco é atender media e alta complexidade”, afirmou.

Wellington Dias também revelou haver um processo de licitação em andamento para a construção de um centro em Parnaíba e Floriano.Além de comemorar o 1 milhão de atendimentos realizados, neste ano a instituição alcança outras marcas: nove anos de funcionamento, oito anos de Oficina Ortopédica, seis anos de Centro de Diagnóstico, dois anos de Programa de Saúde Auditiva e Reabilitação Intelectual e um ano de Clínica de Microcefalia.

Fonte: g1.globo.com






Nenhum comentário: