terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Como prevenir tragédias como a de bebê que ingeriu produto de limpeza

Do UOL

Divulgação/Polícia Militar
Polícia apreendeu galão com produto de limpeza, garrafa com rótulo de suco e mamadeira
Polícia apreendeu galão com produto de limpeza, garrafa com rótulo de suco e mamadeira

Uma bebê de apenas 10 meses morreu intoxicada após ingerir um produto para limpar alumínio no último domingo (19), em Jaú, no interior de São Paulo. De acordo com informações da Polícia Militar, a avó confundiu suco com produto de limpeza e ofereceu à criança, que passou mal na sequência e veio ao óbito.

Uma das recomendações da ONG Criança Segura para evitar esse tipo de acidente é não comprar produtos de limpeza vendidos a granel, que são vendidos em embalagens reaproveitadas de refrigerantes, sucos e outras bebidas, podendo confundir não só as crianças, como os adultos.

Intoxicações ou envenenamentos são a quinta maior causa de internação por motivos acidentes entre crianças até 14 anos. E, de acordo com a ONG, esse tipo de acidente pode ser evitável em 90% dos casos com ações de prevenção.

As crianças podem ser envenenadas por muitos itens domésticos comuns, como produtos de limpeza, cosméticos, bebidas alcoólicas, plantas, corpos estranhos, pesticidas, entre outros. E a ONG destaca que, quando expostas ao veneno, as crianças sofrem consequências mais sérias do que os adultos, por terem estrutura corporal menor e órgãos internos mais vulneráveis a danos.

Para evitar esse tipo de tragédia, veja 8 dicas de prevenção listadas pela ONG:

• Mantenha os produtos tóxicos em suas embalagens originais para não causar confusão;

• Guarde todos os produtos de higiene e limpeza, venenos e medicamentos trancados, em lugar alto e fora do alcance das crianças;

• Informe-se sobre quais produtos domésticos podem ser tóxicos. Itens comuns, como, por exemplo, enxaguantes bucais, podem ser nocivos se a criança os ingerir em grande quantidade;

• Sempre preste atenção onde deixa os produtos tóxicos enquanto os usa e mantenha supervisão constante sobre ele;

• Dê preferência por produtos cujas embalagens possuam tampas de segurança a prova de abertura por crianças;

• Quando adquirir um brinquedo ou qualquer outro produto para a criança, certifique-se que ele é atóxico, ou seja, que não contenha componentes tóxicos;

• As tintas do berço e da parede de sua casa podem conter substâncias tóxicas, como chumbo e monóxido de carbono, que fazem mal à saúde da criança. Por isso, preste atenção à composição das tintas utilizadas em sua residência;

• Mantenha os números dos telefones de emergência (SAMU: 192; Corpo de Bombeiros: 193) próximos aos aparelhos de telefone de sua casa.

Caso a criança ingira qualquer produto tóxico, entre em contato imediatamente com o CCE (Centro de Controle de Envenenamento) da sua região para receber as orientações adequadas. Também é importante ter a embalagem do produto que causou a intoxicação em mãos e nunca usar produtos como antídotos, a não ser que tenham sido recomendados pelo CCE.

Nenhum comentário: