quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Jovem com perda auditiva reclama de falta de acessibilidade em cinema e ouve: ‘Você que vá procurar os seus direitos!’


Ir ao cinema pode até parecer uma coisa banal, mas até isso costuma gerar algumas complicações para quem tem deficiência auditiva. Quando o filme é legendado, até tá tudo bem! Mas o que acontece quando alguém com perda auditiva quer assistir a um desenho animado – geralmente exibido apenas em sua versão dublada? Falta o apoio necessário, é claro.

Um bom exemplo disso é a história contada pela engenheira elétrica Danielle Kraus Machado. Ela tem perda auditiva bilateral moderada e, mesmo com aparelhos auditivos, ainda precisa de legendas para poder acompanhar um filme. Quando foi ao Cinépolis, no Continente Shopping, em São José (SC), ela só queria ver uma animação, mas precisou enfrentar o descaso do estabelecimento diante de sua situação.

A situação foi contada através de uma postagem no Facebook, que nós reproduzimos abaixo:

                                              


Junto com o texto, a jovem também compartilhou fotografias em que protesta com cartazes mostrando a discriminação em frente ao cinema. Danielle também garante que a busca pelos direitos não irá parar por aí: até mesmo um grupo foi criado no Facebook para unir pessoas que pretendem lutar pelos direitos de quem tem deficiência em Florianópolis e na região. Por lá, novos protestos semelhantes devem ser marcados até que os filmes sejam exibidos com legendas para todos.

                                   

                                   

                                    


Nenhum comentário: