quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

Vagas para os deficientes e idosos não são respeitadas no hipercentro de Uberlândia

por Daniela Nogueira

Capa-vagas-Celso

Quatro em cada dez vagas reservadas a idosos e deficientes físicos no hipercentro de Uberlândia não são respeitadas. A apuração foi feita pela reportagem do CORREIO de Uberlândia ontem. Ela percorreu as avenidas Cesário Alvim, Floriano Peixoto, Afonso Pena e João Pinheiro, entre as ruas Cruzeiro dos Peixotos e Santos Dumont, das 11h às 13h30, e identificou 31 das 70 vagas ocupadas indevidamente (quase 45%).

A observação foi realizada logo após a primeira fase da Operação de Mobilidade de Trânsito, ação punitiva da Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (Settran) para promover a ocupação correta de vagas reservadas para idosos, deficientes físicos ou carga e descarga.

A reportagem do CORREIO verificou que, das 50 vagas reservadas para idosos, 25 foram ocupadas irregularmente (50%). Em um dos casos, por um motorista que tinha permissão para estacionar em uma vaga exclusiva para deficientes. E das 20 vagas destinadas a deficientes, seis (30%) tinham carros estacionados sem credencial.

Ainda ontem, pelo menos cinco motoristas foram vistos pela reportagem do CORREIO estacionando de forma irregular em locais reservados. Ao serem abordados, em geral, afirmaram não ter percebido a infração e se prontificaram a desocupar as vagas.

O vendedor Washington Guimarães estacionou em uma vaga para idosos delimitada após uma vaga destinada a deficientes. Ele observou apenas a última. “A sinalização é bastante falha. Vi a primeira placa e acreditei que a segunda demarcava o fim da vaga”, disse.

Ao longo do percurso, a reportagem observou que a sinalização horizontal está prejudicada e algumas placas obstruídas, como uma situada na avenida João Pinheiro, tampada por uma árvore.

De acordo com o assessor da Divisão de Operação de Tráfego da Settran, Onei Silvério, a 4° Operação de Mobilidade de Trânsito vai gerar um relatório de vagas irregulares, que será encaminhado para providência dos setores responsáveis. Ele afirmou ainda que a “Settran está preparando um plano de revitalização da sinalização das vagas”.

Andando na linha

Para o técnico em telecomunicações aposentado Rozenvaldo Garcia, que portava a permissão para idosos, as pessoas deveriam respeitar mais a reserva de vagas. “Demoramos 70 anos para conseguir este privilégio e ainda há muita gente que não respeita nossa conquista.”

Operação da Settran autua 633 motoristas e gera 16 remoções de veículos

Serviço

Para solicitar um cartão de identificação, idosos com mais de 70 anos e pessoas que apresentam deficiência temporária ou definitiva podem se encaminhar ao anexo da Settran no Terminal Central, levando documentos pessoais e do veículo, além de um relatório médico, no caso das pessoas com deficiência. O processo é totalmente gratuito. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 3259-5555.

Fonte: correiodeuberlandia.com.br

Nenhum comentário: