quarta-feira, 8 de março de 2017

Comitê Paralímpico Internacional abre nomeações para eleição da Mesa Diretora

Por CPB

Marco Antonio Teixeira/MPIX/CPB
Imagem

O Comitê Paralímpico Internacional (IPC) abriu, nesta terça-feira, 7, o processo de nomeação para as eleições da Mesa Diretora da entidade para o período 2017-2021.

As eleições ocorrerão na Assembleia Geral do IPC, em 8 de setembro, em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes, e serão históricas, assim como o novo presidente do IPC – o terceiro em 28 anos de história da organização. O atual presidente, Sir Philip Craven, deixará o cargo após completar o número máximo de mandatos.

Além da eleição do novo presidente, um vice-presidente e 10 membros em geral também serão eleitos pelos integrantes do IPC, que consistem em comitês paralímpicos nacionais, federações internacionais, organizações internacionais de esporte para deficientes e organizações regionais. A atual mesa diretora do IPC conta com seis atletas paralímpicos.

Assim como os membros eleitos, o presidente do Conselho dos Atletas e Xavier Gonzalez, o CEO do IPC, são membros da Mesa Diretora.

Somente membros em conformidade com os requisitos exigidos pelo IPC podem nomear candidatos para a eleição, e cada um pode indicar somente uma pessoa por cargo – Presidente, Vice-presidente e membros em geral.

Após o fechamento do processo de nomeação, em 7 de junho, todos as indicações serão revisadas de acordo com os critérios e condições de nomeação previstos nas regras e regulamentos do IPC.

Xavier Gonzalez, CEO do Comitê Paralímpico Internacional, se mostrou animado com o pleito que está por vir. “As eleições de setembro prometem ser um marco para todo o movimento paralímpico, pois veremos um novo presidente pela primeira vez desde 2001.”

"Desde que o IPC foi criado em 1989, tivemos somente dois presidentes, Dr. Bob Steadward e Sir Philip. É correto dizer que o IPC e o movimento paralímpico estão irreconhecíveis em comparação a 2001 quando Sir Philip assumiu a presidência e, de setembro em diante, o novo presidente e a nova mesa diretora continuarão o excelente progresso", disse Gonzalez.

“Na nomeação de nossos membros, foi destacada a meta de aumentar a representatividade de mulheres para 50% em todos os departamentos tomadores de decisão do Comitê Paralímpico Internacional. Esperamos ver a política de diversidade do IPC refletida na composição da nova mesa diretora que será eleita em 8 de setembro. Alcançar essa meta é uma responsabilidade coletiva dos membros do IPC, portanto encorajamos os membros a considerarem esta política em suas indicações de nomeação para a mesa diretora”, concluiu.

Com informações do Comitê Paralímpico Internacional

Fonte:cpb.org.br

Nenhum comentário: