sábado, 25 de março de 2017

Conheça Claudia...

                                    

Meu nome é Claudia, tenho 38 anos e quando tinha 11 anos fui diagnosticada com Distrofia Muscular de cinturas, uma doença degenerativa e progressiva.

No começo ainda andava com dificuldades, mas com o passar do tempo a cadeira de rodas foi inevitável. Precisava escolher: ou eu vivia minha vida trancada dentro de casa, ou encarava essa situação... E foi então que descobri minha liberdade através da cadeira de rodas.

Para muitos, a cadeira de rodas é um sinônimo de prisão, eu digo que não, pois é o começo de uma liberdade .

Nunca enfrentei o preconceito visível. É claro que as pessoas olham pois não acreditam que uma pessoas em uma cadeira de rodas possa ter família e até ser feliz. Mas, os olhares curiosos sempre vão existir.

                                              

Mesmo com todas minhas dificuldades consegui concluir o ensino médio. Em 1997 conheci meu marido e nos casamos em 2001.

Três anos depois, mesmo com algumas contrariedades médicas pelo fato do meu estado físico que poderia se agravar , realizei o maior sonho: O de ser Mãe!

Tive algumas complicações na hora do parto, mas quando Deus tem um propósito, ele cumpre .

O meu "sonho" se chama Arthur e está prestes a fazer 13 anos. Ele é um menino lindo, saudável e que me ajuda muito.

Meu marido e meu filho são grande incentivo e minha vida. Meu marido é um anjo que Deus mandou pra mim .me ajuda muito!

                              

Todos nós passamos pela vida com um propósito e devemos cumpri -lo da melhor forma possível. Desafios e dificuldades sempre surgirão, cabe á você escolher o caminho á seguir. Não é fácil e requer muito esforço, mas com muita força de vontade conseguimos vencer a cada dia os adversários que existem dentro você... O desânimo e o cansaço são inevitáveis, mas a sua força e principalmente a sua fé faz que tudo dê certo, é preciso apenas vencer o seu medo! Apesar das limitações e dificuldades; somos os únicos responsáveis por nossa felicidade. A superação é diária e a cadeira de rodas é apenas um detalhe. 


Nenhum comentário: