domingo, 19 de março de 2017

Depois de sofrer bullying por seu vitiligo, ela transformou seu corpo numa obra de arte

Quando tinha apenas 12 anos, a estudante Ashley Soto, da Flórida, Estados Unidos, foi diagnosticada com vitiligo, doença que ocorre quando as células produtoras de pigmento morrem ou deixam de funcionar, causando a perda da cor da pele em manchas.


E o vitiligo da estudante começou a se espalhar pelo corpo rapidamente, fazendo com que ela sofresse bullying dos colegas e, com isso, começasse a sentir vergonha da sua própria pele. Mas há alguns anos Ashley decidiu inverter essa situação, e passou a usar as críticas ao seu corpo para criar arte, usando a sua pele como uma tela de pintura para a criação de bonitos desenhos que brincam com a doença.

vitiligo-body-art-map-ashley-soto-3-58ca431b108eb__700   vitiligo-body-art-map-ashley-soto-6-58ca4321957f5__700

vitiligo-body-art-map-ashley-soto-21-58ca439dec50e__700    vitiligo-body-art-map-ashley-soto-22

A jovem começou a postá-los no Instagram, e rapidamente começou a fazer sucesso. Hoje, ela já conta com mais de 80 mil seguidores, e deixou para trás o look blusa de manga longa e calça, que usava até mesmo em dias quentes.

“Depois de desenhar mapas e flores, eu tentei A Noite Estrelada, de Van Gogh. Tentei incorporar minha pele à tinta o máximo possível. É uma obra tão icônica que eu precisei da ajuda do meu primo para fazê-la”, revelou a estudante.


Fonte: hypeness.com.br   - Imagens © Reprodução Instagram

Nenhum comentário: