sábado, 4 de março de 2017

Jovem paraplégica viraliza na internet ao relatar sua vida sexual

Foto: Reprodução/Facebook
A imagem está no formato retangular na horizontal. Nela contém a Rachelle e Seu Marido, ele estão em frente sua casa, posando para a foto. Ela está sentada em sua cadeira de rodas segurando uma balão e um buquê e ele está ajoelhado ao lado dela. Eles estão felizes e sorrindo. Fim da descrição.
Legenda: Rachelle Chapman comemorando o dia dos namorados com seu marido


Rachelle Chapman, é uma jovem americana de 29 anos, que é paraplégica e serviu de motivação com um post no Facebook sobre sua vida sexual.

Em 2009, Rachelle perdeu os movimentos do seu pescoço para baixo ao ser empurrada para dentro de uma piscina em sua despedida de solteiro.

Como a maioria das pessoas que passam por essa situação, a americana temia a qualidade de sua vida sexual após o acidente. Ela teve algumas dificuldades, mas com a força de vontade, reabilitação e apoio do marido, isso passou a ser mais fácil.

Rachelle conseguia manter sua relação normalmente, porém não chegava mais ao orgasmo como antes, e como ainda tem sensações em seu pescoço, seu marido passou a utilizar essa parte erógena de seu corpo.

Além de ter feito um ensaio sensual, para motivar outras pessoas, Chapman contou sua experiência em um post no facebook que viralizou e emocionou a internet, usando a hastag #WhatMakesMeSexy (O que me faz ser sexy, em inglês). Confira:




















                                              A imagem está no formato retangular na horizontal. Nela contém um post do facebook de Rachelle Chapman com sua foto do ensaio sensual, onde ela está deitada de lingerie em uma cama, mostrando sua sensualidade. Abaixo está o seguinte texto que ela escreveu: Por favor leia: Em 23 de maio de 2010, eu estava paralisado em um terrível acidente que não só iria mudar a minha vida, mas as vidas das pessoas ao meu redor. Meu corpo mudou e é a capacidade de fazer o que eu queria fazer desbotada. Que vieram com sérios problemas de imagem corporal que só foram aumentados pelo meu cateter. Eu vi na mídia esta aparentemente opinião geral de que as pessoas com deficiência são assexuados, amada e simplesmente não é sexy. Eu queria fazer algo para não só a minha confiança, mas para qualquer um na minha situação que acha que eles não são belas por causa de uma falha. A paralisia é parte de mim. O cateter é parte de mim, mas também não é tudo de mim. Confiança irá ofuscar defeitos. Estou a fazer isto para aqueles que não consegue enxergar uma cadeira de rodas. Estou a fazer isto para mostrar que somos capazes, somos seres sexuais e não devem ser ignorados. Não vou exaltar a deficiência. Minha paralisia é uma enorme parte da minha vida e eu espero por uma cura. Mas, entretanto eu preciso amar a mim mesmo. Então. Estou ligando em mídias sociais para mencionar algo que amo em ti com a hashtag #whatmakesmesexy. Vamos ter um dia de auto amor, espalhar uma mensagem positiva, em vez de rasgar a nós e aos outros para baixo! Por favor, compartilhe! Obrigado Revolution Studios por uma foto incrível!

Ela é casada há 8 anos, teve sua primeira filha em 2015 e há poucos meses teve outro bebê através de uma gravidez de barriga de aluguel.

Nenhum comentário: