sexta-feira, 24 de março de 2017

Menina de 3 anos dá primeiros passos após perder pernas e braços por causa de meningite

Ela tinha apenas 10% de chance de sobrevivência por causa da infecção

Do R7

                       Foto: Reprodução/The Sun
                        Uma menina de três anos deu seus primeiros passos com
próteses e um andador após a perda de suas pernas e braços por causa de uma
meningite

Uma menina de três anos deu seus primeiros passos com próteses e um andador após a perda de suas pernas e braços por causa de uma meningite.

Harmonie-Rose Allen, de Somerset, na Inglaterra, teve um caso de meningite aos 10 meses de idade.

A doença, que nesse caso foi causada pela bactéria meningococo, é uma inflamação nas membranas que revestem a medula espinhal.

                                  Foto: Reprodução/The Sun
                                 A doença, que nesse caso foi causada pela bactéria meningococo,
é uma inflamação nas membranas que revestem a medula espinhal

É um problema potencialmente fatal porque a inflamação ocorre muito próxima a órgãos nobres do sistema nervoso.

Os pais de Harmonie-Rose ouviram de médicos que a menina, que na época era bebê, tinha apenas 10% de chance de sobrevivência.

Freya Hall, 22, e Ross Allen, de 24 anos, acharam que sua filha não sobreviveria, mas ela conseguiu vencer a bactéria.

Porém, a menina perdeu suas pernas e braços durante a batalha contra a meningite.

                          Foto: Reprodução/Daily Mail
                          Porém, a menina perdeu suas pernas e braços durante a
batalha contra a meningite

Agora aos três anos, Harmonie-Rose está aprendendo a desenhar e começando a dar seus primeiros passos com apoio, após dois anos de fisioterapia intensa.

A mãe Freya está orgulhosa do avanço da filha, que usa um andador para se locomover.

Eu não consigo expressar o quanto estou orgulhosa dela. Ela realmente se adapta muito vem a tudo. Ela quer muito ser independente. Ela acha sua própria maneira de fazer as coisas e e acha que é invencível.

Nenhum comentário: