sábado, 18 de março de 2017

Projeto promove inclusão de crianças e adolescentes com autismo

Iniciativa da Fundação Projeto Diferente atende 64 crianças de Fortaleza

A instituição promove apoio terapêutico e psicopedagógico à crianças e adolescentes com transtorno do espectro autista (Foto: Divulgação)
A instituição promove apoio terapêutico e psicopedagógico à crianças e adolescentes com autismo (Foto: Divulgação)

Em 2015, a Fundação Projeto Diferente completa 25 anos de atendimento a pessoas com autismo e outros transtornos do desenvolvimento. A instituição promove apoio terapêutico e psicopedagógico às crianças e suas famílias. Este ano, mais uma vez, o projeto Ação e Movimento com Crianças e Adolescentes e Jovens com Transtorno do Espectro Autista é um dos apoiados pelo Criança Esperança.

A coordenadora do projeto, Alana Ribeiro, conta que o Ação e Movimento favorece principalmente a autonomia e interação social das crianças através das oficinas.

A Fundação auxilia crianças e adolescentes que sofrem de transtorno do espectro autista ou outras síndromes. Além do reforço escolar e das oficinas presenciais, nós também inserimos atividades que podem ser feitas em casa, como artes - aponta.

Alana diz ainda que com o apoio do Criança Esperança, a Fundação pretende comprar um veículo para fazer atendimentos terapêuticos em domicílio.

O maior problema é que nós não tínhamos como fazer nenhum atendimento fora daqui. Agora vamos poder comprar um veículo de passeio e também poderemos financiar despesas com pagamento de pessoal e comprar mais material pedagógico - conta.

Os benefícios do projeto, que atende atualmente 64 crianças e adolescentes, podem ser medidos pelos pais dos alunos, como Paula Andressa que é mãe de Ana Beatriz, de nove anos. Ela conta que antes de frequentar a Fundação, a filha tinha muitos problemas na escola.

O projeto transformou a nossa vida. Ela tinha muitas inquietações comportamentais e os professores não sabiam lidar com ela. Hoje em dia sair com a Ana Beatriz é outra coisa, a gente pode frequentar todos os lugares - ressalta.

Paula conta também que a Fundação oferece apoio aos familiares da criança com autismo.

Às vezes a mãe não sabe lidar com o filho que tem autismo e prende a criança dentro de casa. Aqui a gente aprende que não precisa ser assim. Eu fico muito feliz com a melhora da minha filha. Que mãe não ficaria? - comemora.

Sobre o Criança Esperança
Há 30 anos o Criança Esperança cria oportunidades de desenvolvimento para crianças, adolescentes e jovens. Este ano são apoiados 101 projetos em todas regiões do Brasil, além dos quatro Espaços Criança Esperança, localizados no Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte e Jaboatão dos Guararapes, em Pernambuco – beneficiando, diretamente, cerca de 32 mil crianças.

É possível fazer doações durante o ano inteiro pelo site do Criança Esperança (www.criancaesperanca.com.br).

Os recursos arrecadados são depositados diretamente na conta da Unesco, que é responsável pela seleção de projetos, por meio de edital público, realizada anualmente. Após a seleção, a Unesco monitora e faz o acompanhamento técnico e financeiro dos projetos apoiados.

O Criança Esperança é uma campanha da Globo com a Unesco em parceria com milhões de brasileiros.

Nenhum comentário: