segunda-feira, 3 de abril de 2017

Com excelente marca na etapa Norte-Nordeste do Circuito Loterias Caixa, paraíbano mira o Mundial de Atletismo

Por CPB

Daniel Zappe/Mpix/CPB

Imagem
João Luis dos Santos é especialista em provas de campo e faturou duas medalhas no fim de semana

Veio de um veterano de 44 anos o melhor resultado da etapa regional Norte-Nordeste do Circuito Loterias Caixa de atletismo e natação, que chegou ao fim neste domingo, 2, no Complexo Esportivo Santos Dumont, em Recife (PE). João Luis dos Santos venceu a prova de arremesso de disco classe F46 e mostrou que tem condições de voltar a defender a delegação brasileira em competições internacionais.

Detentor do Recorde das Américas no arremesso de disco (47m25) (feito alcançado nos Jogos Parapan-Americanos de Toronto-2015), o paraibano de Santa Rita fez na tarde de sábado, 1, a marca de 46m49 para ficar com a medalha de ouro.

"Foi um excelente arremesso. Agora é só repetir o feito no Open Internacional, em São Paulo, para participar de mais uma viagem pelo Brasil", afirmou o atleta, citando a competição que será disputada de 21 a 23 de abril no CT Paralímpico.

Com limitações no braço direito, João conheceu o atletismo em 2004 quando fazia fisioterapia. Sempre competiu em provas de campo e nem cogita falar em aposentadoria. "Estou mirando o recorde mundial no disco. Agora que estou ficando bom, eu não quero parar por nada. Intensifiquei os meus treinos e vou buscar a minha participação no Mundial de Londres", disse o paraibano, que também conquistou a medalha de prata no arremesso de peso em Recife.

Na natação, o clube da Sadef-RN foi um dos grandes destaques da etapa regional, voltando para casa com dois troféus: de melhor clube nas provas de classes baixas e classes altas. Maria Clementino, 19, foi uma das responsáveis pelo sucesso da equipe potiguar, comandada pelo treinador Gladson Soares.

Atleta da classe S9, ela teve a perna direita amputada aos três meses em decorrência de uma catapora e começou na natação aos 6 anos. Maria tomou gosto pela rotina de treinos e ao faturar cinco medalhas em Recife sonha em entrar na Seleção Brasileira de jovens. "Eu gostei muito dos meus 100m livre e dos 100m peito. Espero seguir com os bons resultados para no fim do ano eu ser convidada para participar da seleção", afirmou Maria.

O presidente do Comitê Paralímpico Brasileiro, Mizael Conrado, eleito na última sexta-feira, 31, esteve presente em Recife e fez uma avaliação muito positiva da etapa regional do Circuito Loterias Caixa. "Tudo transcorreu de uma forma muito boa, a logística do hotel próximo das arenas ajudou muito e, no nível técnico, também tivemos marcas expressivas, principalmente no atletismo. Por isso a importância da realização dos regionais, onde surgem grandes talentos e grandes campeões", disse Mizael Conrado.

O Circuito Loterias Caixa
O Circuito Loterias Caixa é organizado pelo Comitê Paralímpico Brasileiro e patrocinado pelas Loterias Caixa. Este é o mais importante evento paralímpico nacional de atletismo, natação e halterofilismo. Composto por quatro fases regionais e três nacionais, tem como objetivo desenvolver as práticas desportivas em todos os municípios e estados brasileiros, além de melhorar o nível técnico das modalidades e dar oportunidades para atletas de elite e novos valores do esporte paralímpico do país.

Patrocínios
A equipe brasileira de paratletismo tem patrocínio das Loterias Caixa e da Braskem.

As equipes de natação e halterofilismo têm patrocínio das Loterias Caixa.

Fonte: cpb.org.br

Nenhum comentário: