sábado, 22 de abril de 2017

Conheça Suellen Calixto...

Olá, me chamo Suellen Gomes Calixto, tenho 26 anos, casada, moro em Taubaté, interior de São Paulo, bacharel em Administração.


Aproximadamente aos 4 anos fui diagnosticada com a neuropatia de Charcot Marie Tooth... Andei até os 16 anos...

Mas a minha vida toda eu ja sabia q iria parar de andar em algum momento, pois tenho um irmão com o mesmo diagnóstico... Sobre a doença, quando criança, caia mais q o normal, fui muito "zoada" pelas outras crianças as quais convivia ( escola, vizinhança, primos...). Preconceito manifestado não me lembro de nenhum caso q tenha me marcado, ja o preconceito escondido, onde apenas olhares sao capazes de expor, isso sempre... ser "corta-assunto" dos grupinhos de adolescentes na maioria dos lugares públicos, q quando passo tds param de conversar pra te ver passar... isso foi o q sempre me incomodava, ter q ir em qualquer lugar e ser reparada por todos, sempre me intrigava e muitas vezes me escravizava a ponto de optar nao ir, tipo nos dias de TPM braba por exemplo... kkkkkk



Eu sempre fui uma pessoa descolada, carismática, nunca deixava me abater por tanto tempo, minha vida toda me "preparei" psicologicamente pra cadeira de rodas, pois tenho um irmão com o mesmo diagnóstico. masss a teoria é bemmmm distante da prática , rsrs e dos 14 aos 16 anos, onde era nitido q realmente tava perto de pegar a cadeira de rodas, foi dificil, nao foi constante, mas nao foi nada facil aceitar isso...evitei ao maximo esse dia kkkk (faz parte) eu era muito rueira, da "baguncinha" rsrs a dificuldade para andar foi chegando e eu fingindo q nada tava acontecendo, saia com as amigas carregada nas costas, de bicicleta e fazia meus pais tbm me carregarem... ate q um dia eu e uma amiga combinamos de ir num festival de reggae ( o som q eu mais amava) e na hr de ir, ela me disse: Su só vamos se vc levar a cadeira, nao tem como ir sem né?! E eu tipo: 😳😯😱 e depois de alguns segundos "paralisada" falei: ta né ( meio apavorada) kkkkk

E desde entaooo percebii quão livre poderia ser... afinal eu dependia muito das pessoas para me locomover.. e foi muito melhor ter aceitado logo

Como eu disse sempre fui meio descolada e era difícil me ver triste e deprimida, mas eu guardava muitos monstros e tristezas por dentro, quem me conheceu via quanto eu era "rebelde", dava de durona pra esconder meus sentimentos oprimidos... e ai Jesus se apresentou a mim, me ajudou a matar todos os monstros q viviam escondidos dentro de mim, naqueles lugares de dificil acesso kkkkk na verdade tem me ajudado todos os dias, e me da uma paz e uma alegria q é impossível de se achar na vida, me presenteou com um marido abençoado e maravilhoso. Se sou feliz? Muito mais que isso!

É possivel sim ser feliz com poucos movimentos, ou ate mesmo sem braço ou pernas ou sem os dois, pq o q te faz feliz nao são membros , mas por experiência própria, a felicidade, a alegria, a paz, e tudo o mais q precisamos, q desejamos para uma vida top de linha, esta em Jesus, e acredite: ELE É O ÚNICO QUE PODE MATAR OS MONSTROS QUE NÓS MESMO "ALIMENTAMOS"! Que Ele possa se apresentar a vocês e possam entender que nossa dependência deve estar NELE e não em nossas cadeiras, muletas ou qualquer acessório que nos ajude em nosso dia a dia, ou pessoas q conduzem nossas cadeiras e nos ajudem em algo que nós não fazemos sozinhos, pois sem nenhuma dúvida afirmo: poderíamos ter todos nossos membros funcionando perfeitamente , uma vida estável , mas sem ELE continuaremos com nosso vazio preenchido por sonhos inalcançáveis e monstros escondidos!

Nenhum comentário: