quarta-feira, 26 de abril de 2017

Jovens com síndrome de Down montam o próprio negócio

Eles abriram um “food truck inclusivo”, onde preparam e vendem delícias da culinária argentina

Esteban Pittaro


Morfables 21 é um empreendimento de 12 jovens argentinos com síndrome de Down. Após cumprirem todas a exigências sanitárias e legais, eles vão começar a oferecer seus serviços em uma feira de Buenos Aires. Trata-se de um caminhão que permite a produção e a venda de comidas rápidas, ou seja, é um food truck, que também está na moda na Argentina.

O vice-chefe de governo da cidade de Buenos Aires, Diego Santilli, participou da inauguração do caminhão do Morfables 21 e disse que “os meninos vão encontrar uma fonte de trabalho, desenvolvimento e crescimento”.

Adriana Corigliano, mãe incentivadora do Morfables 21, explicou à agência DyN que o empreendimento surgiu quando ela procurava um emprego para sua filha Fiamma. Em seguida, ela pensou na ideia de que o trabalho pudesse envolver os amigos da moça. “Morfables 21 são 12 amigos”, declarou.

Depois da aquisição do caminhão, que é uma modalidade de trabalho mais econômica do que um lugar fixo, eles passaram dois meses decidindo como decorar o veículo e como prepará-lo para a atividade. “A ideia era que fosse um caminhão inclusivo”, explica Adriana. Os jovens fizeram tudo: os cartazes, os desenhos, absolutamente tudo.

Os jovens fazem e vendem cones com recheios de cinco sabores, elaborados com “tapas de empanadas” (comida típica argentina).

Ignácio, de 22 anos, disse à DyN: “Morgables 21 é minha paixão, minha vida, meus sonhos”. Como os amigos dele, o rapaz está feliz e realizado com o projeto, para o qual teve de se preparar e ser aprovado em um curso de manipulação de alimentos. Aliás, os 12 foram aprovados no curso. “São super capazes”, enfatizou Adriana.

“ “Estamos convencidos de que é necessária a inclusão como oportunidade, não só para os nossos jovens, mas também para a sociedade, como educação para a diversidade. Cremos que melhor maneira de fazer isso é maximizando a presença e a participação [das pessoas com necessidades especiais], que vão ajudar a romper as barreiras que limitam suas oportunidades”, contam os pais de Fiamma no site da Morfables.

O empreendimento confirma que a culinária argentina é inclusiva. E deliciosa.


Nenhum comentário: