domingo, 16 de abril de 2017

MENTIRA PERFEITA – lindo romance que tem cadeirante como um dos personagens principais

           
“Mentira perfeita” é o Spin-ff (continuação) de “Procura-se um marido” escrito pela escritora Carina Rissi.

Quem já leu algum livro dela sabe que sempre têm uma história criativa, envolvente e surpreendente, é claro que “Mentira perfeita” não seria diferente…

Nessa gostosa leitura, você conhce a história de Júlia, uma garota responsável, dedicada e muito preocupada com sua tia Berenice que está passando por um momento delicado, precisando urgente de um novo coração. Mas para que ela aguente a espera Juju faz de tudo para agradar sua tia, inclusive mentir que está namorando, fazendo com que tia Berê tenha uma melhora notável.

Acreditando na mentira e mesmo sem conhecer o pretendente de sua sobrinha, Berenice contrata um casamento dos sonhos para o casal.

Não vendo outra saída, a não ser seguir com o plano, Júlia acaba conhecendo Marcos Cassani que também está precisando de ajuda e que se oferece para finger ser seu namorado em troca dela fingir ser sua cuidadora.

Pois é, Marcos é cadeirante e depois de já estar adaptado, sente-se pronto para morar sozinho. Porém, sua família o super protege e exige que ele só poderá morar sozinho se tiver uma cuidadora. E é nessa hora que Júlia entra…

Depois disso, o casal começa a passar um tempo juntos, fazendo com que Júlia veja de perto como é a vida de um cadeirante, podendo conhecer suas dificuldades e também suas liberdades.

Com o passar do tempo, ambos vão se conhecendo de verdade e algo muda entre eles. Sabe aquele frase “no coração a gente não manda”? Pois é, nessa história foi provado que isso é verdade…

Mas acho melhor eu parar por aqui e não contar mais nada. É bem difícil eu conseguir me controlar, pois eu gostei tanto desse livro que tenho vontade de falar sobre ele, por horas…

Uma das coisas que mais gostei foi a Carina Rissi ter colocado um cadeirante como um dos personagens principais, mas sem dúvida, o que eu AMEI mesmo foi a forma que ele abordou a deficiência nessa história. Até parece que ela já foi cadeirante um dia, pois conta cada detalhe com muita naturalidade, conseguindo fazer que qualquer pessoa ao ler o livro enxergue Marcos como uma pessoa normal que simplesmente usa uma cadeira de rodas.

Se eu indico esse livro? É claro que indico! Você vai amar “viver” esse romance e torcer para que tia Berê possa ver sua sobrinha Júlia casando com seu príncipe encantado!

Fontes: Cantinho dos Cadeirantes - turismoadaptado.wordpress.com

Nenhum comentário: