segunda-feira, 24 de abril de 2017

Misery – Louca Obsessão. Conheça Essa Incrível História De Stephen King, O Mestre Do Suspense - Veja o vídeo.

  
Paul Sheldon é um escritor famoso que sofre um acidente de carro, sendo socorrido por uma enfermeira que se autodenomina sua fã número um

Como será acordar no quarto de sua fã numero um?

Paul Sheldon é um escritor de Best- seller, sofre um acidente de carro e quando ele acorda, ele não está no hospital e sim na casa da até então,
inofensiva Annie Wilkes. Ela então consegue reconhecê- lo e se diz ser a fã numero um do autor, tendo lido todas as suas obras.

Então o que poderia dar errado?

Após salvar, alimentar e aquecer o seu ídolo, Annie diz que salvou a vida de Paul Sheldon, e que ele lhe deve sua vida. Então, Annie Wilkes se mostra desequilibrada, louca e obsessiva, mantendo seu ídolo dopado e sem que ninguém saiba do paradeiro do autor. Ela está lendo o novo romance de Paul, o livro ‘O Filho de Misery’, e já no começo da leitura considera um dos melhores do autor, até encontrar um manuscrito na bolsa do escritor. Então ela decide que Paul Sheldon precisa escrever sua obra prima e decide incentivá -lo , de um modo nada ortodoxo, aplicando a tortura. E durante esse episódio, que é uma verdadeira história de terror, Paul Sheldon se encontra à beira da insanidade, tendo recorrentes lembranças do seu passado.

O livro não possui personagem sobrenatural e é de uma leitura fácil e bastante fluída. O final é extremamente surpreendente e de deixar o mais experiente leitor boquiaberto, com certeza vale a pena a leitura da obra.

Confira a Sinopse do livro:

“Paul Sheldon é um famoso escritor reconhecido pela série de best-sellers protagonizados por Misery Chastain. No dia em que termina de escrever um novo manuscrito, decide sair para comemorar, apesar da forte nevasca. Após derrapar e sofrer um grave acidente de carro, Paul é resgatado pela enfermeira aposentada Annie Wilkes, que surge em seu caminho. A simpática senhora é também uma leitora voraz que se autointitula a fã número um do autor. No entanto, o desfecho do último livro com a personagem Misery desperta na enfermeira seu lado mais sádico e psicótico. Profundamente abalada, Annie o isola em um quarto e inicia uma série de torturas e ameaças, que só chegarão ao fim quando ele reescrever a narrativa com o final que ela considera apropriado. Ferido e debilitado, em Misery – Louca obsessão, Paul Sheldon terá que usar toda a criatividade para salvar a própria vida e, talvez, escapar deste pesadelo.”

A adaptação para o cinema:

O filme homônimo, dirigido por Rob Reiner, é de 1990 e foi estrelado por Kate Bates, James Caan, Lauren Bacall e Richard Farnsworth. A atriz Kate bates recebeu o Oscar de melhor atriz e o Golden Globe, por sua atuação no filme.

“Após sofrer um acidente em uma região isolada, um escritor é salvo por uma ex- enfermeira, que é grande fã de seus livros. Entretanto, após saber que ele matou sua personagem mais famosa em seu próximo livro, ela passa a torturá-lo na intenção de fazer com que ele desista da decisão. Ela queima o livro anterior e o faz recomeçar outro. Logo,ele descobre o passado obscuro de Annie e passa a não confiar mais nela.”

Sobre o autor:

Stephen King é americano e já escreveu mais de quarenta romances e duzentos contos. Em 2003, recebeu a medalha da National Book Foundation, pela sua distinta contribuição à literatura norte-americana, e o prêmio Libris da Canadian Booksellers Association pelo conjunto da obra. Em 2007, foi nomeado Grande Mestre dos Escritores de Mistério dos Estados Unidos. King também recebeu o prêmio O. Henry pelo conto “O homem de Terno Preto” e editou a coletânea ‘The Best American Short Stories’, em 2007. Alguns de seus best- sellers mais recentes são: a série A Torre Negra, os romances ‘Love – A história de Lisey’, ‘À Espera de um Milagre’, ‘Saco de Ossos’ e o livro de contos ‘Ao Cair da Noite’. O autor vive em Bangor, no estado do Maine, com a esposa, a romancista Tabitha King. King é pai do também escritor Joe Hill, igualmente talentoso e que faz jus ao DNA da família King.

Fontes: leitoresdepressivos - turismoadaptado.wordpress.com

Nenhum comentário: