quinta-feira, 27 de abril de 2017

Pintora mirim de apenas 7 anos vende quadros para pagar cirurgia que fará amigo cego voltar a enxergar

Pintora mirim de apenas 7 anos vende quadros para pagar cirurgia que fará amigo cego voltar a enxergar

Por Razões Para Acreditar Em Inspiração

Por vezes, as crianças surpreendem os adultos na sua forma criativa e até prática de resolver problemas. É o caso da pintora mirim Sofia Cabucci, de 7 anos, que vendeu seus quadros para ajudar o amigo cego a voltar a enxergar. A menina tem uma amizade sólida com seu vizinho, Vinícius Ferreira Ribas, de 13 anos, e resolveu usar seu dom artístico para ajudá-lo.

Vinícius teve um glaucoma congênito e já passou por mais de 20 cirurgias para controlar a pressão do olho e evitar a perda definitiva da visão. Apegado à música, toca teclado muito bem -inclusive para a amiga Sofia, enquanto ela se perde em meio às tintas. Filha de uma artista plástica, ela consegue colocar nas telas o que sente e produz os quadros com muita facilidade. Filha de peixe, peixinho é!

Descrita pela mãe como inquieta, curiosa, colorida e alegre, desde os 5 anos a garota se vê intrigada pela deficiência visual do amigo. Assim pensou em como poderia ajudá-lo a pagar por mais uma cirurgia e para isso chegou à conclusão de que faria uma exposição de seus quadros. Realizada em dezembro de 2016, a mostra vendeu 14 das 15 telas novas produzidas pela garota.

Na época, em entrevista à Rede Globo, Sofia entregou que seu segredo é pintar formas que se traduzem em coisas significativas para o amigo. “Eu faço o que ele vai ver, entendeu? Tipo o mar, a mãe dele, essas coisas… só que com o meu jeitinho, né? Abstrato mesmo.”

Dessa vez, além de reduzir a pressão no olho, a cirurgia pode permitir que Vinícius faça um transplante de córnea daqui a seis meses, abrindo chances para que ele volte a enxergar com o olho esquerdo. Ele disse que a primeira coisa que quer ver é um espelho. Em segundo lugar, vai navegar pelo Google Earth, para conhecer o mundo, e, em terceiro, quer enxergar sua irmãzinha.

Além disso, claro, está animado para ver as telas da amiga que se solidariza com ele. “Eu sinto que a gente nunca mais vai deixar de ser amigo e que a gente vai conseguir realizar esse sonho – que é de nós dois”, finaliza a menina na entrevista.

Nenhum comentário: