terça-feira, 4 de abril de 2017

Transtorno genético faz braço de adolescente crescer sem parar

Aos 14 anos, Leah Hardcastle já passou por mais de 30 cirurgias para reduzir o tamanho de membro e, agora, participa de uma pesquisa pioneira em busca de uma cura para sua condição.

Por BBC

Leah já passou mais de 30 cirurgias para reduzir o tamanho do seu braço  (Foto: BBC)
Leah já passou mais de 30 cirurgias para reduzir o tamanho do seu braço (Foto: BBC)

Tenho um braço perfeito, sem qualquer problema. Mas o outro ficou desproporcional."

Leah Hardcastle, de 14 anos, tem um distúrbio que, em inglês, chama-se segmental overgrowth (supercrescimento segmentar) e faz seu braço esquerdo se desenvolver continuamente em um ritmo anormal desde seu nascimento.

A adolescente já teve de se submeter a mais de 30 cirurgias para reduzir o tamanho do membro.

"Após cada operação, o braço fica bom por alguns meses e, depois, volta a crescer muito rápido ou aos poucos", disse ela ao programa Incredible Medicine: Dr Weston's Casebook ("Medicina Incrível: o Livro de Casos do Dr. Weston"), da BBC.

E por que esse transtorno não afeta nenhuma outra parte do corpo de Leah?
Uma equipe de cientistas da Universidade Cambridge, nos Estados Unidos, está em busca desta resposta com uma pesquisa pioneira liderada pelo especialista em metabolismo Robert Semple.

Ele acredita que a condição de Leah tenha origem na etapa inicial do desenvolvimento embrionário, quando Leah ainda estava no útero de sua mãe. "Todos começamos a vida como um óvulo fecundado", explica Semple.

"Nesse óvulo se produz uma mistura dos genes da mãe e do pai, gerando o bloco genético que depois será transferido para todas as células de nosso corpo na idade adulta. Então, nesta fase, uma célula se torna duas, depois, quatro e assim por diante."

Médicos acreditam que origem do problema esteja na mutação de um gene específico  (Foto: BBC)
Médicos acreditam que origem do problema esteja na mutação de um gene específico (Foto: BBC)

Fonte: g1.globo.com

Nenhum comentário: