sábado, 29 de abril de 2017

Veja como candidatos reagem a uma entrevista de emprego em que o chefe tem Síndrome de Down - Veja o vídeo.

por Jairo Marques*


Um ONG espanhola, a “Verdiblanca Discapacidad”, resolveu fazer um teste simples para analisar reações do público diante uma entrevista de emprego em que o entrevistador, apontado no vídeo como chefe de contratação, tem síndrome de Down.

Pablo Pineda mostra uma desenvoltura e senso de humor desconcertantes para alguns dos candidatos, que parecem não acreditar na situação.

Pelo mundo todo, pessoas down estão ganhando espaços sociais importante. Em reportagem recente, mostrei que, no Brasil, há pelo menos 50 pessoas com a síndrome que já passaram ou estão passando por bancos universitários nos últimos anos.

O áudio e as legendas do vídeo estão em espanhol, mas é bem claro o conteúdo e as expressões das pessoas falam por si mesmas.

Em dado momento, Pablo relata que se formou professor, assim como alguns dos entrevistados, mas que não conseguiu emprego, o que causa um embaraço e um desconforto tremendo nas pessoas.

Na realidade, porém, ele é um consagrado e premiado ator espanhol. As artes têm sido campo próspero para a diversidade.

Vale demais assistir a esquete e pensar em que reação você teria, como analisa o fato e a possibilidade.
As mudanças de paradigmas sobre pessoas com deficiência estão em curso, vale ficar atento a elas e incentivá-las para um mundo mais plural.
Vale demais assistir a esquete e pensar em que reação você teria, como analisa o fato e a possibilidade.
As mudanças de paradigmas sobre pessoas com deficiência estão em curso, vale ficar atento a elas e incentivá-las para um mundo mais plural.
Vale demais assistir a esquete e pensar em que reação você teria, como analisa o fato e a possibilidade.
As mudanças de paradigmas sobre pessoas com deficiência estão em curso, vale ficar atento a elas e incentivá-las para um mundo mais plural.
*Jairo Marques, que é cadeirante, aborda aspectos da vida de pessoas com deficiência e de cidadania. Aqui, você encontra histórias de gente que, apesar de diferenças físicas, sensoriais, intelectuais ou de idade, vive de forma plena.

Nenhum comentário: