quinta-feira, 11 de maio de 2017

Cadeirantes sofrem com falta de elevadores em escolas do Rio

Problema foi verificado em duas escolas municipais. Na Escola Guatemala, mãe é obrigada a descer a escada com o filho no colo e carregando a cadeira de rodas.

Por Bom Dia Rio

Crianças cadeirantes enfrentam problemas para estudar em pelo menos duas escolas municipais do Rio (Foto: Reprodução/ TV Globo)
Crianças cadeirantes enfrentam problemas para estudar em pelo menos duas escolas municipais do Rio (Foto: Reprodução/ TV Globo)

Os alunos que usam cadeiras de rodas da Escola Municipal Tia Dulce, que tem três andares, não conseguem chegar ao último pavimento por conta da falta de elevadores. Na Escola Municipal Guatemala, no Centro do Rio, os estudantes também enfrentam dificuldades com a falta de elevadores.

As mães dos cadeirantes são obrigadas a subir um lance de escadas, pegar os filhos no colo, e colocar a cadeira nas costas para voltar ao térreo na Escola Guatemala.

“Meu filho é participativo e, com isso, ele não está conseguindo ter o direito de participar com o grupo na sala de aula”, desabafa Bárbara Coutinho, mãe de um dos estudantes da Escola Tia Dulce.

Ela conta que outro colega sofre com o mesmo problema na instituição. A direção conta que tomou a decisão de colocar os cadeirantes em um local diferente para garantir a segurança, enquanto a manutenção não é realizada.

A Secretaria Municipal de Educação e a empresa de manutenção Atlas foram procuradas para dar uma posição, mas não responderam ao questionamento.

Fonte: g1.globo.com

Nenhum comentário: