segunda-feira, 22 de maio de 2017

Campeonato Interno Escolinha de Skateboards promove competição entre nova geração do skate no AM

Disputa Acontece neste sábado, no Centro Estadual de Convivência Magdalena Arce Daou. Campeonato terá prova especial para paratletas com deficiência emocional, neurológica, psicológica e comportamental

Por GloboEsporte.com, Manaus, AM

Campeonato interno promove competição entre nova geração do skate do Amazonas (Foto: Mauro Neto/Sejel)
Campeonato interno promove competição entre nova geração do skate do Amazonas (Foto: Mauro Neto/Sejel)

Aconteceu sábado (13/05), no Centro Estadual de Convivência Magdalena Arce Daou, o Campeonato Interno Escolinha de Skateboards. O evento vai reunir 40 competidores, na pista do complexo, e inicia às 8h. A competição tem entrada gratuita.

Com previsão de duração de três horas, o Campeonato será dividido em quatro categorias, sendo Infantil (5 a 10 anos), Mirim (de 11 a 13 anos) Iniciante (de 14 até 15 anos), e Skate Terapia (Pessoas com Deficiência - PCDs). Um dos principais objetivos do evento é incentivar a nova geração em relação ao esporte, proporcionar competitividade e promover interação entre os atletas. O Infantil será em naipe mesclado, enquanto que os demais terá a divisão feminino e masculino.

Todos os participantes do Campeonato fazem parte da “Escolinha de Skate”, que funciona no Magdalena Arce Daou, e que diariamente estão treinando e se esforçando para se tornar um skatista de ponta. Apesar de novos, os atletas encaram com muita responsabilidade esta competição e tenho certeza que vai ser um evento bonito e que vai impressionar muita gente. Além disso, um campeonato desse reúne a família do atleta, que vem apoiar e torcer - disse o professor, Ney Metal.

Ainda segundo Ney, alguns nomes são favoritos ao pódio e prometem brigar pela primeira posição, como por exemplo Samuel Luna, Manuela Macedo e Dani Catão, pela Infantil; Jonathan Santos, Vinícius Feledi e Alex Santos, na disputa pela Mirim; e Gustavo Oliveira, Ivan Gomes, bem como Manoel Victor, pela Iniciante.

São atletas que se destacam na escolinha e que devem render bons resultados. Esses são skatistas promessas para dar bons frutos nos circuitos locais e nacionais nos próximos anos. Trabalhamos para isso - comentou.

Skate Terapia

Uma das categorias que deve mexer com o público é a Skate Terapia, prova voltada para paratletas com deficiência emocional, neurológica, psicológica e até comportamental. A apresentação, que tem caráter simbólico, vai abrir as competições às 8h. De acordo com Ney, na ocasião, será possível testemunhar a evolução e dedicação de jovens que muitos não imaginavam sob as rodinhas de uma prancha.

O skate também exerce a função terapêutica e os exercício de saltos e manobras tem auxiliado os alunos a superar deficiências, como a paralisia cerebral, atrofia muscular, autismo, entre outros. Eles entendem que vão se apresentar no sábado e estão super ansiosos e felizes. Acredito que esta vai ser a categoria que mais vai emocionar, pois é uma lição não só esportiva, mas também de vida. Tem muitos aqui, que nem os pais acreditavam na evolução, e agora conseguem ver seus filhos realizando manobra - disse Ney.
Escolinha
A Escolinha de Skate tem cinco anos e funciona no Centro Estadual de Convivência Magdalena Arce Daou, das 8h às 10h e das 17h às 19h30, de segunda a sexta, sendo que as terças e quintas as aulas são direcionadas para PCDs. A ação é gratuita e quem desejar se inscrever as inscrições estão abertas para crianças a partir dos cinco anos de idade até 16.

A matrícula pode ser feita no departamento de esportes do Magdalena, das 9h às 17h, e basta levar os seguintes documentos: certidão de nascimento, foto e comprovante de matrícula da criança ou jovem. Os responsáveis terão que apresentar a original e uma cópia do RG, CPF e comprovante de residência.

Temos vagas e nossa intenção é cada vez atingir mais gente para a prática do skate, que traz benefícios para o corpo e mente. É uma modalidade que fortalece os músculos, aumenta e regula os batimentos cardíacos, diminui o colesterol, ocupa de forma positiva o dia a dia, e leva uma filosofia de vida que preza pelo respeito e a paz. Ou seja, um esporte para quem quer se tornar profissional ou apenas praticar uma modalidade com o intuito de ter qualidade de vida - convidou o professor Ney Metal.

Nenhum comentário: