segunda-feira, 15 de maio de 2017

Com dois de Jefinho, ICB vence Apace e comemora o hexa regional

       Foto: ICB comemora mais um título regional.

Seis vezes ICB! Time baiano não dá chances para a Apace e fatura o hexa do Regional Nordeste de Futebol de 5. A conquista veio neste domingo (14), no ginásio Arena Carão, em Maracanaú, região metropolitana de Fortaleza, com a vitória de 3 a 1. Artilheiro da competição, Jefinho foi decisivo com dois gols.

Após semifinais difíceis, ICB e Apace se reencontraram na final da etapa Nordeste de Futebol de 5. O jogo colocou frente a frente as equipes com as melhores campanhas na competição. Para os baianos a final valia a hegemonia, enquanto para os paraibanos, o fim do jejum de títulos de seis anos.

Quando a bola rolou, o que se viu foi duas equipes empenhadas na busca pelo objetivo: o título. Os jogadores não pouparam esforços em nenhum momento, e cada vez que um time levava a melhor numa dividida, os companheiros sentiam a vibração.

E é num jogo desse que aparece o talento individual. Aos 11 minutos da primeira etapa Jefinho fez boa jogada pela direita e acertou o ângulo. Golaço! Após o gol sofrido, o técnico Pádua solicitou tempo para ajustar a equipe. A Apace até teve uma chance de ouro para empatar faltando poucos segundos para o fim do primeiro tempo numa falta próxima à área, mas o camisa 6 mandou pra fora.

No retorno do intervalo não demorou muito para a estrela de Jefinho brilhar novamente. E com menos de um minuto, o camisa 10 balançou a rede novamente, abrindo boa vantagem para o ICB. A partir daí os baianos administraram bem o jogo, e aos 14 minutos, Fernando derrubou Jefinho na área e o árbitro marcou pênalti. Cássio não desperdiçou e fez o terceiro.

O gol foi uma ducha de água fria para a Apace que nada mais restava a não ser partir para o tudo ou nada. E um minuto após levar o terceiro gol, a Associação Paraibana de Cegos conseguiu diminuir com Toninho, que dei uma ponta de esperança. Mas ficou por aí, o ICB controlou o resultado e venceu decisão por 3 a 1.

Destaques da competição

Autor de dois gols na decisão, Jefinho chegou aos dez e foi o artilheiro isolado da competição. Além do camisa 10, o goleiro Erenilton também levou o prêmio de melhor goleiro, com a meta vazada apenas quatro vezes durante todo o regional.

Bronze nos pênaltis

Com Maciel de um lado e Panizza do outro, Escema e Apadevi jogaram pelo terceiro lugar apostando todas as fichas nos seus homem-gol. Os dois até que demonstraram muita vontade durante o jogo, mas após a maratona de partidas duras ao longo da competição, o cansaço era visível.

E num jogo com poucas oportunidades de gol, a decisão do bronze foi para os pênaltis. As equipes desperdiçaram as duas primeiras cobranças cada. E quando Reginaldo foi para a bola, a história do duelo começou a ser definida. O camisa 6 não perdoou e colocou os maranhenses em vantagem. Na cobrança seguinte, o goleiro Thiago voou na bola e pegou a cobrança de Maidana, garantindo a medalha para a Escola de Cegos do Maranhão.

Rumo à Série B

Além da medalha de bronze, o time da Escema tem motivos de sobra para comemorar. Ainda na primeira fase a equipe garantiu uma das vagas para a Copa Loterias Caixa de Futebol de 5 - Série B 2017. A outra vaga ficou com a UBC.

As duas equipes são as primeiras classificadas para a competição, que acontece em novembro, no Centro de Treinamento Paralímpico em São Paulo, quando irá definir as duas equipes que vão subir para a primeira divisão do ano seguinte.


Fonte: cbdv.org.br

Nenhum comentário: