sexta-feira, 5 de maio de 2017

Em competição na Hungria, brasileiros alcançam índice mínimo para o Mundial de Halterofilismo

Por CPB

Divulgação
Imagem
João Maria França comemorando no pódio à esquerda.

Começou hoje em Eger, na Hungria, 4, a Copa do Mundo de halterofilismo. Além das medalhas, os 14 brasileiros participantes buscam alcançar o índice necessário para disputar o Mundial da modalidade em outubro, na Cidade do México.

Nesse primeiro dia, quatro atletas já alcançaram as marcas exigidas e estão aptos a disputar a competição mais importante do esporte no ano. Na categoria até 59kg, Bruno Carra ultrapassou o índice mínimo de 145 kg logo na primeira tentativa, quando levantou 165 kg. Depois, o atleta ainda subiu no tablado para alçar 167kg e 172kg, que lhe rendeu o ouro.

João Maria (até 54 kg) levantou 140 kg na terceira tentativa, ultrapassando o índice mínimo de 135 kg. Com esse resultado, levou a medalha de prata e superou a melhor marca pessoal, que era de 139 kg. Na categoria até 45 kg, Maria Luzineide, conquistou o bronze após levantar os 75 kg necessários para atingir o índice mínimo e se classificar para o Mundial. Essa é a segunda competição da atleta após cirurgia no ombro.

Gustavo Tavares, da categoria até 49 kg, alcançou o MQS (Índice Mínimo Qualificatório) de 125 kg na terceira chance, quando alçou 126 kg e chegou ao 4º lugar geral. Rene Belcassia, da categoria até 55kg, conseguiu a medalha de bronze, mas não atingiu o MQS de 80 kgs. A atleta chegou a levantar 79 kg na segunda tentativa, mas falhou na terceira, com 85 kg.

A Copa do Mundo de halterofilismo vai até domingo, 7.

Fonte: cpb.org.br

Nenhum comentário: