domingo, 28 de maio de 2017

Os pais estavam planejando o funeral da filha de 10 anos doente com câncer. De repente, ela abre os olhos e diz estas 6 palavras…

A pequena Abby Furko viveu a maior parte de sua vida lutando contra o câncer. 

Untitled-design-71-696x365

Ela tinha apenas 4 anos de idade quando os médicos diagnosticaram a doença. Eles disseram que ela tinha apenas 20% de chance de recuperação.

“Estávamos como que mortos com tanto sofrimento, nos disseram que ela morreria,” diz a mãe de Abby, Patty Furko.

Nos anos seguintes, a família fez o possível para ajudar Abby e dar a ela uma vida maravilhosa. A menina foi submetida a um transplante de medula óssea, quimioterapia intensiva e radioterapia. Os pais também autorizaram o uso de um medicamento em fase de teste, durante o tratamento experimental.

“Todos os dias, nós tentávamos rodear Abby com amor e carinho, porque a qualquer hora ela poderia nos deixar. Houve momentos eu que não esperávamos um novo dia para a nossa bebê. Tudo o que podíamos fazer era vê-la lutar e tentar melhorar,” a mãe dela diz.

Em outubro de 2013, a família viu um raio de esperança. Abby terminou o tratamento. Durante um ano inteiro, a menina pode aproveitar as alegrias da infância. Ela frequentou a escola, jogou futebol e juntou-se às escoteiras. Contudo, a felicidade não durou muito tempo. Um ano depois, o câncer voltou. E era bem mais agressivo do que o primeiro. “Ela ficou completamente imóvel, qualquer movimento a machucava e ela mal podia falar.”

Em fevereiro de 2015, Abby foi submetida a outro transplante de medula óssea, mas após 15 dias, os médicos descobriram que a medula óssea doada estava começando a atacar o corpo dela. Isto é conhecido como — rejeição do material doado.

No mês seguinte, os rins de Abby começaram a falhar. Ela foi colocada em uma unidade de tratamento intensivo, e os médicos informaram aos pais que se parassem de realizar e hemodiálise, ela morreria em 48 horas.

“Os médicos nos disseram que era hora de dizer adeus. Abby ficava acordada apenas uma hora por dia, e nós tínhamos que deixá-la partir. Começamos a preparar a família para a morte dela,” confessou a mãe da menina. As irmãs de Abby estavam ao lado dela. O avô e a avó também foram se despedir da neta. Então, a preparação para o funeral começou.

Subitamente, a família devastada presenciou um verdadeiro milagre: Abby acordou e começou a falar!

“Eu tenho tanto o que viver,” ela suspirou.

É difícil de acreditar, mas Abby realmente começou a melhorar. Com o tempo, ela ficou mais forte, e começou a andar. Os médicos não podiam explicar aquele fenômeno, mas todo mundo estava muito feliz! Quanto menos medicamento ela tomava, mais rápido ela se recuperava.

Abby agora está em um estado de remissão, e recebe 4 esteroides, duas vezes por dia. O prognóstico para o futuro dela continua incerto, mas a família inteira sabe que precisa aproveitar o momento. Eles viram a filha morrendo e, em seguida, voltando à vida. Agora, eles apenas esperam pelo melhor!

Fonte: perfeito.guru

Nenhum comentário: