quarta-feira, 17 de maio de 2017

Rampas são retiradas de praia durante reforma e cadeirantes ficam sem acesso ao local - Veja o vídeo.

Praia da Graciosa passou por reforma para receber o Iroman. Rampas foram tampadas como o meio-fio da pista para ciclismo.

Por TV Anhanguera

Resultado de imagem para Rampas são retiradas de praia durante reforma e cadeirantes ficam sem acesso ao local
Palmenses reclamam da falta de acessibilidade na Praia da Graciosa após reforma

As rampas de acesso que existiam na Praia da Graciosa foram tampadas como o meio fio da pista para ciclismo durante reforma do local para a realização do evento Iroman. Por causa disso, quem frequenta o local está reclamando da falta de acessibilidade.

Click AQUI para ver o vídeo.

O problema dificulta o passeio para quem é cadeirante como o autônomo, Eliezer Rodrigues que sempre precisa de ajuda para se locomover. "Dependendo de onde paro o carro não tem como atravessar porque não tem acesso e as rampas estão todas tapadas", diz.

Ele até consegue atravessar para chegar no estacionamento, mas corre riscos de se machucar. "Me sinto excluído", afirma Rodrigues.

Não só os deficientes físicos sofrem com a falta de acessibilidade. Os pais que vem com os carrinhos de bebê tem muita dificuldade para sair do estacionamento e chegar até a praia. "Sozinha eu nem venho porque sem a rampa fica difícil para nós mães que andamos com o carrinho", afirma a professora Coralina Caetano.

Resposta
A Secretaria de Infraestrutura, Serviços Públicos, Trânsito e Transporte informou que os serviços da Praia da Graciosa ainda não foram concluídos e que será iniciada ainda nesta semana a sinalização, bem como a adequação de mobilidade, garantindo acessibilidade e estacionamento às pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida.

Rampas são retiradas de praia durante reforma e cadeirantes ficam sem acesso ao local (Foto: TV Anhnaguera/Reprodução)
Rampas são retiradas de praia durante reforma e cadeirantes ficam sem acesso ao local (Foto: TV Anhnaguera/Reprodução)

Fonte: g1.globo.com

Nenhum comentário: