quarta-feira, 10 de maio de 2017

Solidariedade leva alunas ao Mundial de Judô para deficientes - Veja o vídeo.

Por Rinaldo de Oliveira, da redação do SóNotíciaBoa

Delegação embarcando para Itália - Foto: divulgação
Delegação embarcando para Itália - Foto: divulgação
Graças à solidariedade de várias pessoas, duas brasilienses foram para o Mundial de Judô para Deficientes Intelectuais, na Itália.

Elas embarcaram nesta terça, 9, para o Le Giornate Dello Sport Come Integrazione, em Ravena.

Janaína Dirlene de Oliveira, de 17 anos e Ingrid Conceição Lustosa, de 20, estudam no CID (Centro de Iniciação Desportiva) de Samambaia, a 35 km de Brasília, escola pública que ensina modalidades esportivas no contraturno escolar.

A delegação da região Centro-Oeste que viajou é composta pelas duas atletas, pela Sensei Ana Paula e pelo professor Paulo Victor. (foto acima)

Solidariedade

As jovens não conseguiram os 8 mil reais que pediam em uma vaquinha eletrônica para bancar a estadia no local – veja aqui – mas comoveram muita gente que colocou a mão no bolso e ajudou a realizar o sonho das meninas.

“Fiz uns ofícios, pedi a empresários, professores, fizemos rifas nas escolas, um médico doou os passaportes, diretores de escolas também doaram, a secretaria de esportes deu as passagens aéreas… agora minhas meninas especiais vão para a Itália”, comemorou a pedagoga Isabelmile Militão, servidora da secretaria de Educação do Distrito Federal, em entrevista ao SóNotíciaBoa.

A competição

A XV edição do evento, que usa o esporte como integração, será na sexta e no sábado, 13 e 14 de Maio.

Vão participar 130 atletas com deficiência intelectual, de várias partes do mundo.

Oito deles são brasileiros e pela primeira vez a região Centro-Oeste do Brasil terá representantes no mundial.

    Janaína e Ingrid antes do embarque - Foto: divulgação
  Janaína e Ingrid antes do embarque – Foto: divulgação

Veja reportagem sobre a edição do ano passado:

             

Nenhum comentário: