quinta-feira, 15 de junho de 2017

Acessibilidade em praias

por  Maria Alice Furrer e Frederico Rios

Foto: Blog Mão na Roda

Viajar para o litoral é o programa preferido de boa parte dos brasileiros. Muitas pessoas do interior do Brasil se deslocam milhares de quilômetros, pelo menos uma vez ao ano, para aproveitar alguns dias de praia. Há também aqueles que moram pertinho do mar e que vão à praia todo mês. Talvez os 7.491 Km de litoral brasileiro tenham um grande poder sobre o nosso povo…

No entanto, muitos se esquecem de que pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida também gostam de se banhar no mar, mas graças a programas como “Praia Acessível” e “Praia para Todos“, espalhados Brasil afora, parte desse público tem conseguido aproveitar um pouquinho do nosso litoral, principalmente deficientes físicos e idosos, que demandam um pouco mais de acessibilidade “física”.


Outra boa notícia é que a última versão da norma técnica de acessibilidade, a NBR 9050/2015, trouxe algumas especificações para promover o acesso às nossas praias! Vejamos:


  • Para vencer o desnível entre o passeio e a areia, deve ser instalada uma rampa com largura mínima de 0,90 m, além de declividade, corrimãos e demais parâmetros idênticos aos utilizados nas rampas normais, pois trata-se de uma estrutura que liga um ambiente a outro, caracterizando-se uma rota acessível.

  • Para proteção contra quedas, devem ser previstas proteções laterais ao longo de rotas acessíveis, impedindo que pessoas sofram ferimentos em decorrência de quedas.

  • No trajeto até o mar, deve ser garantida uma faixa livre de obstáculos, com no mínimo 0,90 m de largura.

  • Os trajetos à praia demarcados como acessíveis devem estar sinalizados com o Símbolo Internacional de Acesso e também relacionar os serviços de apoio disponíveis.

  • Recomenda-se que, junto a cada área de acesso adaptado à praia, exista um sanitário unissex acessível. 

No final das contas são soluções simples, mas que fazem uma grande diferença na vida de muitas pessoas e na de seus familiares!

Nenhum comentário: