quarta-feira, 28 de junho de 2017

Ataque de hackers suspende 3 mil consultas e exames nas unidades do Hospital de Câncer de Barretos, SP - Veja o vídeo.

Departamento de informática estima levar três dias para solucionar o problema. Invasores pedem 300 dólares em bitcoins para desbloquear os sistemas e PF acompanha o caso.

Por Jornal da EPTV 2ª edição

Resultado de imagem para Ataque de hackers suspende 3 mil consultas e exames nas unidades do Hospital de Câncer de Barretos, SP
Cibertaque suspende 3 mil atendimentos nas unidades do Hospital de Câncer de Barretos

Cerca de 3 mil consultas e exames foram cancelados e 350 pacientes deixaram de realizar tratamento de radioterapia nesta terça-feira (27) depois que o sistema do Hospital de Câncer de Barretos (SP) foi invadido por hackers.

Todas nas unidades da instituição em Jales (SP), Fernandópolis (SP), Porto Velho (RO), Juazeiro (BA) e Campo Grande (MS) foram afetadas. O departamento de informática estima levar até três dias para reverter o ataque cibernético.

“O problema é bem parecido com o que aconteceu em nível global há mais ou menos três meses: um ataque, onde alguns dados são criptografados, e afetou as nossas estações de trabalho”, disse o gerente de tecnologia da informação, Douglas Vieira dos Reis.

Click AQUI para ver o vídeo

Em uma mensagem exibida nos computadores, os hackers pedem o pagamento de 300 dólares em bitcoins, a moeda virtual mais conhecida da internet, para liberar o sistema novamente. A Polícia Federal foi acionada e uma equipe técnica auxilia na análise dos equipamentos.

Reis afirmou que os prontuários dos pacientes não foram prejudicados porque o banco de dados e o sistema oncológico em si foram preservados e estão em funcionamento. Entretanto, com os computadores bloqueados é impossível acessá-los.

“A nossa equipe, no momento, está mobilizada, trabalhando na resolução do problema, mas, por se tratar de um parque tecnológico bem grande, isso deve legar algum tempo. A gente ainda está mensurando esse tempo para colocar tudo nos eixos novamente”, disse.

Funcionários do Hospital de Câncer trabalharam sem computadores nesta terça-feira em Barretos, SP (Foto: Chico Escolano/EPTV)
Funcionários do Hospital de Câncer trabalharam sem computadores nesta terça-feira em Barretos, SP (Foto: Chico Escolano/EPTV)

Radioterapia cancelada

O coordenador do departamento de radioterapia, Daniel Marconi, afirmou que o ataque foi identificado por volta de 9h e prejudicou, inclusive, os aparelhos usados na terapia radioativa. As sessões foram canceladas.

“Um dos tratamentos que a gente faz é a radiocirurgia. Com esse tratamento, a gente implanta um alo no crânio do paciente, é feito com parafusos. A gente tinha implantado o alo por volta de 7h e, infelizmente, tivemos que desparafusar e dispensar a paciente”, contou.

As sessões de quimioterapia, entretanto, foram mantidas. O diretor clínico do hospital, Paulo de Tarso, destacou que os pacientes com consultas e exames agendados devem comparecer às unidades, apesar do ataque cibernético. Casos de urgência e emergência também estão sendo atendidos.

“Talvez seja necessária uma consulta extraordinária porque nós não conseguimos acessar os exames de laboratório e de imagem. Serão reagendados normalmente, sem nenhum problema. Os pacientes internados não tiveram prejuízo em relação ao tratamento”, disse.

Pacientes da radioterapia ficaram sem atendimento no Hospital de Câncer em Barretos, SP (Foto: Chico Escolano/EPTV)
Pacientes da radioterapia ficaram sem atendimento no Hospital de Câncer em Barretos, SP (Foto: Chico Escolano/EPTV)

Prejuízo na Santa Casa

O ataque dos hackers também prejudicou os atendimentos na Santa Casa de Barretos, que desde o ano passado passou a ser administrada pela Fundação Pio XII, a mesma que gerencia o Hospital de Câncer.

O médico emergencista César Maurício da Silva explicou que todos os procedimentos realizados na unidade nesta terça-feira foram manuais, desde a abertura de fichas, até as prescrições médicas e solicitações de exames. Nenhum paciente deixou de ser atendido.

“Mas, houve atrasos e, em alguns casos de menor gravidade, que tem característica ambulatorial, você acaba remarcando, pedindo para o paciente retornar mais tarde, ou no outro dia. Então, não deixa de haver algum transtorno”, afirmou.

Santa Casa de Barretos, SP, também foi alvo do cibertaque nesta terça-feira (Foto: Reprodução/EPTV)
Santa Casa de Barretos, SP, também foi alvo do cibertaque nesta terça-feira (Foto: Reprodução/EPTV)

Fonte: g1.globo.com

Nenhum comentário: