quarta-feira, 21 de junho de 2017

Concerto acessível da Osesp na Sala São Paulo tem jovem solista de 17 anos - Veja o vídeo.

Resultado de imagem para Concerto acessível da Osesp na Sala São Paulo tem jovem solista de 17 anos

No próximo dia 25, domingo, a Sala São Paulo receberá o quarto espetáculo acessível e inclusivo da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo, a Osesp. O concerto terá dois regentes, e o destaque será o violoncelista Luiz Venturelli, um dos cinco talentos premiados no último Concurso Jovens Solistas da Osesp.

Haverá audiodescrição do local e do concerto, que começa pontualmente às 11 horas. Pessoas com deficiência têm entrada gratuita e direito a acompanhante, mas é preciso reservar os ingressos até as 16 horas do dia 23 (sexta-feira).




Para garantir o seu, envie um e-mail para comunicacao@md.org.br com nome completo, CPF e telefone. A retirada de ingressos acontece uma hora antes do espetáculo, na mesa de convidados da bilheteria, localizada no térreo, próximo da catraca de entrada. Esta apresentação matinal acessível é uma iniciativa da Fundação Osesp.

O programa tem início com “Abertura Concertante”, de Camargo Guarnieri, executada pela orquestra. É uma obra madura, de escrita clara e artesanato sólido, em que as ideias são apresentadas, afirmadas e desenvolvidas sem pressa. A peça será regida por José Soares, jovem regente convidado da Academia e indicado pela direção da Osesp.

Na sequência vem o “Concerto nº 1” de Dmitri Shostakovich, peça de estrutura incomum cujo primeiro movimento é o mais dramático. Em seguida há calmaria, e então o solista Luiz Venturelli ganha destaque para fazer uma ponte entre a leveza anterior e a agitação que está por vir.

A regência do “Concerto nº 1” será de Neil Thomson, maestro inglês que fala dos aspectos musicais dos concertos. Thomson segue como regente da última peça, “Festa Das Igrejas”, de Francisco Mignone. São excertos que, segundo o próprio autor, “buscam traduzir, pelos elementos da música, as comoções e ideias despertadas pelos monumentos católicos e pela religiosidade brasileira”.

No dia do concerto, sugerimos chegar à Sala São Paulo com antecedência de no mínimo uma hora para retirar os ingressos em tempo e conferir uma introdução sobre a sala e o espetáculo. Estes informativos contam com audiodescrição e Língua Brasileira de Sinais (Libras).

Para ter acesso a todo o conteúdo acessível, baixe previamente o aplicativo WhatsCine em qualquer smartphone ou tablet (na Apple Store ou no Google Play) e traga seu fone de ouvido.

Além deste concerto, em breve a Sala São Paulo também promoverá visitas guiadas com audiodescrição e Libras.

Nenhum comentário: