segunda-feira, 26 de junho de 2017

Crianças com deficiência intelectual atendidas através da equoterapia ganham festa junina no Piauí

Crianças e adolescentes atendidos pelo equoterapia participam de animado arraial, realizada pelo projeto da Polícia Militar do Piauí.

Por Ellyo Teixeira e G1 PI

Gabriel Fortes é um dos pacientes mais antigos, já está no projeto há dez anos. (Foto: Samantha Araújo/ G1)
Gabriel Fortes é um dos pacientes mais antigos, já está no projeto há dez anos. (Foto: Samantha Araújo/ G1)

Uma festa junina típica foi realizada para comemorar os resultados dos pacientes do projeto de equoterapia da Polícia Militar do Piauí. As comidas típicas, brincadeiras e danças animaram todos os presentes, inclusive o jovem Gabriel Fortes, diagnosticado com deficiência intelectual e que comemorou na data o aniversário entre os colegas de projeto.

"Eu estou gostando muito da festa, acho muito bom tudo que acontece aqui. Eu não saio daqui nunca. Nem que me peçam para sair, eu não saio. Meu cavalo preferido é o Dourado, ele é mansinho e me ajuda nos exercícios de zigue zague", contou.

Ana Paula Fortes, mãe de Gabriel, conta que o filho já participa da iniciativa há 10 anos e destacou a importância dessa atividade na vida do filho. “O pessoal daqui tem uma energia muito boa. Ele adora e eu gosto de ver ele feliz. Foi aqui que ele melhorou o lado social, o tornou mais carinhoso e alargou seus horizontes dentro e fora daqui de forma que ele passou a ter mais confiança nele mesmo", disse.

Festa comemorou os resultados do projeto de equoterapia (Foto: Samantha Araújo/ G1)
Festa comemorou os resultados do projeto de equoterapia (Foto: Samantha Araújo/ G1)

O comandante da cavalaria da Polícia Militar do Piauí, major Jamson Lima, explica que projeto de equoterapia é um método terapêutico e educacional, reconhecido pelo Conselho Regional de Medicina e que utiliza o cavalo como instrumento de ajuda ao desenvolvimento de pessoas com deficiências e/ou necessidades especiais.

"Já trabalhamos nesse projeto há 17 anos, atendendo crianças e adultos. Decidimos comemorar os resultados dessa prática com essa festa junina. Sempre procuramos fazer esse tipo de festividade com o propósito de aumentar a alto estima das crianças e de reunir os pais de com a equipe responsável e com os militares que participam deste projeto, valorizando estas crianças, afinal muitos deles não tem a oportunidade de participar de festas como essa", afirmou.

Crianças e adolescentes que praticam equoterapia participam de animada festa junina de projeto da Polícia Militar do Piauí  (Foto: Samantha Araújo/ G1)
Crianças e adolescentes que praticam equoterapia participam de animada festa junina de projeto da Polícia Militar do Piauí (Foto: Samantha Araújo/ G1)

As sessões em cima de cavalos atendem de forma gratuita cerca de 120 pacientes com necessidades especiais, como autismo, Síndrome de Down e paralisia cerebral. De acordo com o fisioterapeuta Samuel Almeida, o projeto traz um ganho muscular e social muito grande para as crianças, além da melhora na capacitação física, motora e psicológico.

"Muitos chegam aqui debilitados e com o trabalho demos a elas uma melhor qualidade de vida. Na verdade acaba se estendendo também aos pais, uma vez que dependem diretamente da felicidade e do bem estar dos filhos. Somos aqui uma equipe multiprofissional que oferece serviços de psicólogos, fonoaudiólogos, fisioterapeutas e muitos outros", disse.

O projeto é composto por uma equipe multiprofissional (Foto: Samantha Araújo/ G1)
O projeto é composto por uma equipe multiprofissional (Foto: Samantha Araújo/ G1)

O representante comercial Domingos de Lima é pai do Adrian, de 4 anos e portador de paralisia cerebral. Ele contou o quanto se sente feliz pelo filho participar do projeto e das festas.

"Quando meu filho chegou aqui há dois anos, ele nem conseguia sentar, não tinha o interesse e não entendia nada. Com o tempo o Adrian foi melhorando em tudo e hoje é um problema para ele ir embora daqui. Eu fico muito feliz por ver cada conquista dele, cada degrau alcançado e é muito bom ver feliz ao participar dessa festa", disse.

Fonte: g1.globo.com

Nenhum comentário: