sábado, 10 de junho de 2017

Doença misteriosa faz menina nascer sem os lábios: "Várias pessoas já pediram para colocarmos máscara nela"

Aparência da garota a distanciou da própria família e dos amigos

Do R7

     Foto: Reprodução
       Uma menina russa de apenas três anos chamada Darina Shpengler está sendo rejeitada pela família e pelos amigos por causa de uma doença desconhecida que a fez nascer sem os lábios.Moradora da Sibéria, a pequena Darina também não tem o queixo por causa do problema e, segundo a mãe, ela precisou até se mudar para que parentes não a tratassem mal.— Darina não tem os lábios. A boca dela fica o tempo todo aberta e cheia de sangue. Só minha irmã me dava suporte, todos os outros parentes cortaram qualquer comunicação com a gente

Uma menina russa de apenas três anos chamada Darina Shpengler está sendo rejeitada pela família e pelos amigos por causa de uma doença desconhecida que a fez nascer sem os lábios.

Moradora da Sibéria, a pequena Darina também não tem o queixo por causa do problema e, segundo a mãe, ela precisou até se mudar para que parentes não a tratassem mal.

Darina não tem os lábios. A boca dela fica o tempo todo aberta e cheia de sangue. Só minha irmã me dava suporte, todos os outros parentes cortaram qualquer comunicação com a gente.

                         Foto: Reprodução
                               Apesar da aparência da filha, os pais de Darina se recusam a evitar a exposição da menina e procuram por cirurgiões que possam reconstruir o rosto dela.— Meu marido também não se sente envergonhado de forma alguma. Ele leva a Darina para todo lugar. Várias pessoas já pediram para colocarmos uma máscara nela, mas ele responde: 'Se você não quer ver, não olha para ela. Nós a aceitamos do jeito que ela é'
Apesar da aparência da filha, os pais de Darina se recusam a evitar a exposição da menina e procuram por cirurgiões que possam reconstruir o rosto dela.

Meu marido também não se sente envergonhado de forma alguma. Ele leva a Darina para todo lugar. Várias pessoas já pediram para colocarmos uma máscara nela, mas ele responde: "Se você não quer ver, não olha para ela. Nós a aceitamos do jeito que ela é".

Foto: Reprodução
A doença de Darina ainda faz com que ela tenha muitas dificuldades de viver em sociedade, tendo até matrícula em uma creche recusada porque as outras crianças 'ficariam com medo'.— Nós precisamos fazer de tudo para ajudar Darina. Temos que criá-la e ajudá-la. Ela tem muita coisa para superar

A doença de Darina ainda faz com que ela tenha muitas dificuldades de viver em sociedade, tendo até matrícula em uma creche recusada porque as outras crianças "ficariam com medo".

Nós precisamos fazer de tudo para ajudar Darina. Temos que criá-la e ajudá-la. Ela tem muita coisa para superar.

                        Foto: Thinkstock
                              Darina nasceu com apenas sete meses de gestação e a mãe lembra que, após o parto, os médicos impediram que ela visse a filha.O primeiro encontro entre as duas só aconteceu horas, quando ela implorou para ver Darina e as enfermeiras perguntarem se ela estava 'preparada para ver'

Darina nasceu com apenas sete meses de gestação e a mãe lembra que, após o parto, os médicos impediram que ela visse a filha.

O primeiro encontro entre as duas só aconteceu horas, quando ela implorou para ver Darina e as enfermeiras perguntarem se ela estava "preparada para ver"


Nenhum comentário: